O seu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Tamboril

Tamboril

Este peixe de aspecto bizarro usa a bioluminescência para capturar as suas presas. Esta animação explica como tudo funciona.

Biologia

Palavras-chave

tamboril, peixe, Peixes, bioluminescência, fundo marinho, luciferina, simbiose, bactéria, isco, animal, vertebrado, predador, biologia

Itens relacionados

Cenas

Tamboril

Caça

Anatomia

  • isco - O tamboril usa a luz que emite para capturar a sua presa. À produção e emissão de luz por organismos vivos dá-se o nome de bioluminescência. A luciferina desempenha um papel central neste processo.
  • dentes
  • barbatana caudal
  • barbatana dorsal
  • barbatana peitoral
  • barbatana anal

Bioluminescência

  • isco
  • bactérias simbióticas - Bactérias de forma curva (vibrios) que vivem no isco. Contêm moléculas de luciferina capazes de emitir luz. A simbiose é a associação fechada e prolongada de dois organismos, sendo benéfica para ambos. O peixe fornece segurança e nutrientes às bactérias e estas ajudam o peixe a caçar.
  • luciférase - Enzima; cataliza a incorporação do oxigénio na luciferina, fazendo com esta emita luz.
  • luciferina - Molécula orgânica que emite luz quando oxidada. A incorporação do oxigênio é catalizada pela luciférase.

Animação

  • isco
  • bactérias simbióticas - Bactérias de forma curva (vibrios) que vivem no isco. Contêm moléculas de luciferina capazes de emitir luz. A simbiose é a associação fechada e prolongada de dois organismos, sendo benéfica para ambos. O peixe fornece segurança e nutrientes às bactérias e estas ajudam o peixe a caçar.
  • luciférase - Enzima; cataliza a incorporação do oxigénio na luciferina, fazendo com esta emita luz.
  • luciferina - Molécula orgânica que emite luz quando oxidada. A incorporação do oxigênio é catalizada pela luciférase.

Narração

Também conhecido como peixe-diabo, o tamboril pode ser encontrado nas águas costeiras do Atlântico Nordeste e do Mar Mediterrâneo, há uma profundidade de 500 metros. Tem, normalmente, um metro de comprimento, embora possam ser encontrados exemplares de até dois metros. Para caçar outros peixes menores, o tamboril usa a luz em sua cabeça, emitida por bactérias simbióticas.

A simbiose é a associação fechada e prolongada de dois organismos, sendo esta benéfica para ambos. O peixe fornece segurança e nutrientes às bactérias e estas ajudam o peixe a caçar a sua presa.
As bactérias que emitem luz contêm complexos de luciferina e luciferase. A luciferina é uma molécula orgânica que emite luz quando oxidada. A incorporação do oxigênio é catalisada pela luciferase. Vários tipos de luciferina estão presentes em vaga-lumes e outros artrópodes, tais como certos crustáceos, peixes, vermes, medusas e cogumelos.
Para além do complexo de luciferina e luciferase, existem outras moléculas emissoras de luz, como, por exemplo, a proteína verde fluorescente (ou GFP), presente nas medusas. Se o gene da produção de GFP for adicionado ao genoma de outro organismo, como por exemplo o de um rato, os tecidos desse organismo irão apresentar fluorescência.

Itens relacionados

Carpa-comum

Peixe de água doce, consumido em muitas partes do mundo.

Peixes de água doce

Muitos peixes de água doce são também iguarias bastante apreciadas.

Água-viva

Água-viva é um animal marinho pertencente ao filo dos cnidários, que é o mais antigo grupo dos eumetazoários.

Bactérias (esferas, bastonetes, espirais)

Bactérias aparecem em uma ampla gama de formas, incluindo esferas, hastes e espirais.

Camadas oceânicas

As características físicas do oceano, bem como a sua fauna e flora, variam de acordo com a profundidade.

Celacanto

Fóssil vivo, etapa importante na evolução dos tetrápodes.

Fontes hidrotermais do mar profundo

Uma fonte hidrotermal é uma fissura na planície oceânica a partir da qual erupciona água aquecida.

Mares e golfos

Esta animação mostra os principais mares e golfos do mundo.

Tubarões

Os tubarões são peixes de esqueleto cartilaginoso. Entre as espécies mais conhecidas estão o grande tubarão branco e o grande tubarão-martelo.

Ciclo do nitrogênio

O nitrogênio atmosférico é fixado por bactérias e é utilizado por organismos vivos sob a forma de compostos.

Added to your cart.