O seu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Submarino Ictíneo II

Submarino Ictíneo II

O submarino desenhado pelo inventor espanhol Narcis Monturiol foi uma obra pioneira na história da navegação subaquática.

Tecnologia

Palavras-chave

submarino, Monturiol, reação química, invenções, transporte subacuático, hidrostática, espanhol, Espanha, inventor, século XIX, década de 1860, transporte, elipsoide, hélice, máquina a vapor, Idade Moderna, técnica, invenção, transporte aquático, engenheiro, subaquático, sustentação

Extras relacionados

Perguntas

  • Quem projetou o Ictíneo II?
  • Quando foi construído o Ictíneo II?
  • Qual era a nacionalidade do criador do Ictíneo II?
  • Os submarinos projetados por Monturiol tinham que forma?
  • Qual foi a característica mais inovadora do design do Ictíneo II?
  • Qual foi a principal causa do atraso no projeto Ictíneo II?
  • Qual foi o destino do Ictíneo II?
  • Monturiol projetou seus submarinos para facilitar o trabalho de...
  • Qual o comprimento do Ictíneo II?
  • Quanto pesava o Ictíneo II?
  • Qual era a velocidade máxima do Ictíneo II na superfície?
  • O Ictíneo II era impulsionado por...
  • Qual dos seguintes elementos NÃO existia na estrutura do Ictíneo II?
  • Qual dos seguintes elementos NÃO existia na estrutura do Ictíneo II?
  • Que inovação o Monturiol utilizou na propulsão do submarino?
  • Que material foi utilizado para construir uma grande parte do casco do Ictíneo II?
  • Que tipo de folhas de metal cobriam o casco do Ictíneo II?
  • Qual dos seguintes materiais NÃO foi utilizado no sistema desenvolvido pela Monturiol?
  • O nome Ictíneo é a combinação de quais palavras gregas?
  • Qual substância foi produzida durante a reação química do sistema desenvolvido pela Monturiol?
  • O que impulsionava o Ictíneo II na superfície?
  • O que impulsionava o Ictíneo II sob a água?

Cenas

Debaixo d'água

O submarino Ictíneo II, uma obra-prima de engenharia, foi projetado e construído pelo artista e engenheiro espanhol Narcís Monturiol na década de 1860.

Seu primeiro protótipo submarino, o Ictíneo I, foi construído alguns anos antes e lançado em 1859. O objetivo de Monturiol era construir uma embarcação que facilitasse o trabalho dos mergulhadores de corais, tornando-a mais eficiente e menos perigosa.

O navio Ictíneo I era impulsionado por um parafuso helicoidal, girado à mão. O desenho do submarino foi inspirado na forma do peixe. Monturiol encontrou a forma que considerava a mais adequada para sua invenção do ponto de vista da hidrostática e da navegação: o elipsóide. Ele nomeou sua invenção Ictíneo, unindo as palavras do grego antigo 'ikhtys' e 'naus', significando 'peixe' e 'barco'.

As melhores características do Ictíneo I foram aperfeiçoadas e utilizadas no Ictíneo II. Com o seu inovador sistema de propulsão, o submarino foi um grande passo no desenvolvimento da navegação subaquática. Ele apresentava um sistema no qual a máquina a vapor também funcionava totalmente submersa.

Narcís Monturiol enfrentou inúmeros problemas financeiros, a tal ponto que a empresa fundada para a construção do Ictíneo II acabou falindo. O submarino foi adquirido por um empresário que posteriormente mandou desmontá-lo para evitar impostos e o vendeu como sucata. O motor a vapor acabou em uma fábrica têxtil.

Construção

  • Cesta
  • buril para recolher corais
  • lanterna
  • entrada
  • camada de cobre com 2 mm de espessura
  • leme
  • casco de madeira de oliveira com reforço de carvalho
  • janela
  • propulsor auxiliar
  • propulsor

O submarino Ictíneo II, uma obra-prima de engenharia, foi projetado e construído pelo artista e engenheiro espanhol Narcís Monturiol na década de 1860.

Seu primeiro protótipo submarino, o Ictíneo I, foi construído alguns anos antes e lançado em 1859. O objetivo de Monturiol era construir uma embarcação que facilitasse o trabalho dos mergulhadores de corais, tornando-a mais eficiente e menos perigosa.

O navio Ictíneo I era impulsionado por um parafuso helicoidal, girado à mão. O desenho do submarino foi inspirado na forma do peixe. Monturiol encontrou a forma que considerava a mais adequada para sua invenção do ponto de vista da hidrostática e da navegação: o elipsóide. Ele nomeou sua invenção Ictíneo, unindo as palavras do grego antigo 'ikhtys' e 'naus', significando 'peixe' e 'barco'.

As melhores características do Ictíneo I foram aperfeiçoadas e utilizadas no Ictíneo II. Com o seu inovador sistema de propulsão, o submarino foi um grande passo no desenvolvimento da navegação subaquática. Ele apresentava um sistema no qual a máquina a vapor também funcionava totalmente submersa.

Narcís Monturiol enfrentou inúmeros problemas financeiros, a tal ponto que a empresa fundada para a construção do Ictíneo II acabou falindo. O submarino foi adquirido por um empresário que posteriormente mandou desmontá-lo para evitar impostos e o vendeu como sucata. O motor a vapor acabou em uma fábrica têxtil.

Corte transversal

  • tubo de ventilação
  • volante
  • cabine de controle
  • chaminé
  • tanques de lastro
  • reforços
  • caldeiras
  • máquina a vapor
  • eixo
  • propulsor

O submarino Ictíneo II, uma obra-prima de engenharia, foi projetado e construído pelo artista e engenheiro espanhol Narcís Monturiol na década de 1860.

Seu primeiro protótipo submarino, o Ictíneo I, foi construído alguns anos antes e lançado em 1859. O objetivo de Monturiol era construir uma embarcação que facilitasse o trabalho dos mergulhadores de corais, tornando-a mais eficiente e menos perigosa.

O navio Ictíneo I era impulsionado por um parafuso helicoidal, girado à mão. O desenho do submarino foi inspirado na forma do peixe. Monturiol encontrou a forma que considerava a mais adequada para sua invenção do ponto de vista da hidrostática e da navegação: o elipsóide. Ele nomeou sua invenção Ictíneo, unindo as palavras do grego antigo 'ikhtys' e 'naus', significando 'peixe' e 'barco'.

As melhores características do Ictíneo I foram aperfeiçoadas e utilizadas no Ictíneo II. Com o seu inovador sistema de propulsão, o submarino foi um grande passo no desenvolvimento da navegação subaquática. Ele apresentava um sistema no qual a máquina a vapor também funcionava totalmente submersa.

Narcís Monturiol enfrentou inúmeros problemas financeiros, a tal ponto que a empresa fundada para a construção do Ictíneo II acabou falindo. O submarino foi adquirido por um empresário que posteriormente mandou desmontá-lo para evitar impostos e o vendeu como sucata. O motor a vapor acabou em uma fábrica têxtil.

Propulsão

A característica mais inovadora do Ictíneo II foi o seu sistema de propulsão. Ele apresentava um motor a vapor de seis cilindros, dos quais três cilindros eram operados por uma caldeira a carvão e usados para navegação na superfície da água. Para imersão, os outros três cilindros eram ativados, operados por uma caldeira especial.

Nesta caldeira, a água era aquecida pela reação química ocorrida entre o clorato de zinco, manganês e potássio. Essa reação gerava o calor necessário para aquecer água e produzir vapor, enquanto o oxigênio resultante dessa reação era necessário para a tripulação.

O motor a vapor impulsionava a hélice situada na parte traseira do submarino.

Narração

O submarino Ictíneo II, uma obra-prima de engenharia, foi projetado e construído pelo artista e engenheiro espanhol Narcís Monturiol na década de 1860.

Seu primeiro protótipo submarino, o Ictíneo I, foi construído alguns anos antes e lançado em 1859. O objetivo de Monturiol era construir uma embarcação que facilitasse o trabalho dos mergulhadores de corais, tornando-a mais eficiente e menos perigosa.

O navio Ictíneo I era impulsionado por um parafuso helicoidal, girado à mão. O desenho do submarino foi inspirado na forma do peixe. Monturiol encontrou a forma que considerava a mais adequada para sua invenção do ponto de vista da hidrostática e da navegação: o elipsóide. Ele nomeou sua invenção Ictíneo, unindo as palavras do grego antigo 'ikhtys' e 'naus', significando 'peixe' e 'barco'.

As melhores características do Ictíneo I foram aperfeiçoadas e utilizadas no Ictíneo II. Com o seu inovador sistema de propulsão, o submarino foi um grande passo no desenvolvimento da navegação subaquática. Ele apresentava um sistema no qual a máquina a vapor também funcionava totalmente submersa.

A característica mais inovadora do Ictíneo II foi o seu sistema de propulsão. Ele apresentava um motor a vapor de seis cilindros, dos quais três cilindros eram operados por uma caldeira a carvão e usados para navegação na superfície da água. Para imersão, os outros três cilindros eram ativados, operados por uma caldeira especial.

Nesta caldeira, a água era aquecida pela reação química ocorrida entre o clorato de zinco, manganês e potássio. Essa reação gerava o calor necessário para aquecer água e produzir vapor, enquanto o oxigênio resultante dessa reação era necessário para a tripulação.

O motor a vapor impulsionava a hélice situada na parte traseira do submarino.

Narcís Monturiol enfrentou inúmeros problemas financeiros, a tal ponto que a empresa fundada para a construção do Ictíneo II acabou falindo. O submarino foi adquirido por um empresário que posteriormente mandou desmontá-lo para evitar impostos e o vendeu como sucata. O motor a vapor acabou em uma fábrica têxtil.

Extras relacionados

Ford Modelo T

O popular modelo da fábrica automóvel americana foi o primeiro carro no mundo a ser...

MAV V40 (locomotiva Kando, 1932)

Primeira locomotiva de fabricação húngara, movida diretamente a partir da rede elétrica...

Transporte público elétrico de superfície

Os bondes e os trólebus são transportes públicos amigos do meio ambiente.

Experimentos com o helicóptero (Oszkár Asbóth, 1928)

O helicóptero de Oszkár Asbóth realizou o seu primeiro voo em 1928, o que constitui um...

A física das bicicletas

Alguns princípios da física podem ser demonstrados através do funcionamento das bicicletas.

Petroleiro

Os petroleiros apareceram no fim do século XIX e hoje pertencem ao grupo dos navios de...

Ambulância

Esta animação mostra os principais equipamentos de uma ambulância.

Caminhão do lixo

Os caminhões do lixo desempenham um papel importante nas vilas e cidades.

Added to your cart.