O seu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Saturno

Saturno é o segundo maior planeta do Sistema Solar, famoso por seus anéis.

Geografia

Palavras-chave

Saturno, anéis de Saturno, Sistema Solar, gigante gasoso, planeta exterior, Mimas, Encélado, Tétis, Dione, Reia, Titã, Jápeto, Sol, planeta, Lua, astronomia, geografia

Extras relacionados

Cenas

Sistema solar

  • Sol
  • Mercúrio
  • Vênus
  • Terra
  • Marte
  • Júpiter
  • Saturno
  • Urano
  • Neptuno

Saturno é o segundo maior planeta do Sistema Solar e o mais espetacular dos planetas externos. Gigante gasoso (ou planeta Joviano), Saturno é o planeta mais achatado, devido à sua alta velocidade de rotação e baixa densidade. É o planeta menos denso de todo o nosso sistema solar, o único com densidade menor que à da água (0,69 g/cm³).

Saturno

  • eixo de rotação
  • linha perpendicular ao plano orbital
  • plano orbital de Saturno
  • órbita de Saturno
  • equador de Saturno
  • 26,7°
  • anéis de Saturno

Dados:

Diâmetro: 120 536 km (9,45 Terras)

Massa: 5,6846×10²⁶ kg (95,2 Terras)

Densidade média: 0,69 g/cm³

Gravidade superficial: 1,065 g

Temperatura superficial: -180 °C

Número de luas: 62

Período de rotação: 10 h 48 m

Inclinação axial: 26,7°

Distância média ao Sol: 1 433 530 000 km = 9,58 AU = 79,7 minutos-luz

Excentricidade orbital: 0,054

Período orbital: 29,46 anos

Mimas

Mimas:

distância média a Saturno:
185 600 km

diâmetro: 397 km

Encélado

Encélado:

distância média a Saturno:
238 100 km

diâmetro: 504 km

Tétis

Tétis:

distância média a Saturno:
294 600 km

diâmetro: 1 060 km

Dione

Dione:

distância média a Saturno:
377 400 km

diâmetro: 1,122 km

Reia

Reia:

distância média a Saturno:
527 100 km

diâmetro: 1 528 km

Titã

Titã:

distância média a Saturno:
1,221,900 km

diâmetro: 5 150 km

Jápeto

Jápeto:

distância média a Saturno:
3 560 800 km

diâmetro: 1,470 km

Corte de Saturno

  • atmosfera
  • camada líquida de hidrogênio e hélio
  • camada de hidrogênio metálico
  • núcleo

Órbita de Saturno

  • Saturno
  • Sol
  • distância média ao Sol: 1 433 530 000 km
  • período orbital: 29,46 anos
  • a órbita de Saturno

Sistema de anéis

  • Divisão de Colombo
  • Divisão de Maxwell
  • Divisão de Huygens
  • Divisão de Encke
  • Divisão de Keeler
  • Anel D
  • Anel C
  • Anel B
  • Divisão de Cassini
  • Anel A
  • Anel F

Dados:

Diâmetro: 120 536 km (9,45 Terras)

Massa: 5,6846×10²⁶ kg (95,2 Terras)

Densidade média: 0,69 g/cm³

Gravidade superficial: 1,065 g

Temperatura superficial: -180 °C

Número de luas: 62

Período de rotação: 10 h 48 m

Inclinação axial: 26,7°

Distância média ao Sol: 1 433 530 000 km = 9,58 AU = 79,7 minutos-luz

Excentricidade orbital: 0,054

Período orbital: 29,46 anos

Principais luas

  • Mimas
  • Encélado
  • Tétis
  • Dione
  • Reia
  • Titã
  • Jápeto

Narração

Saturno é o sexto planeta contando a partir do Sol e o segundo maior do Sistema Solar. O seu nome faz referência a um dos mais antigos deuses romanos. Saturno era o deus das sementeiras e das sementes, símbolo do tempo implacável. Na mitologia grega, ele era identificado ao titã Cronos.

Saturno é o mais afastado dos planetas visíveis a olho nu. Galileu Galilei foi o primeiro a observá-lo por telescópio. Entretanto, o seu aparelho era tão rudimentar que não o permitia enxergar claramente os anéis, levando-o achar que o planeta tivesse uma forma oval.

Christiaan Huygens foi o primeiro a sugerir que Saturno estivesse rodeado por um anel. Em 1675, Giovanni Domenico Cassini observou que este anel era na verdade constituído por múltiplos anéis mais finos, com espaços vazios entre eles. O maior desses espaços foi mais tarde batizado de divisão de Cassini.

Saturno foi visitado pela primeira vez pela sonda Pioneer 11, em Setembro de 1979. Em Novembro de 1980, o veículo espacial Voyager 1 chegou ao sistema de Saturno, enviando as primeiras imagens fotográficas em alta-resolução tanto do planeta, como dos anéis e suas luas. Pela primeira vez, foi possível estudar, através de imagens nítidas, as características da superfície. Quase um ano depois, em Agosto de 1981, a Voyager 2 prosseguiu com os estudos do sistema.

Mais de vinte anos mais tarde, em 1 de Julho de 2004, a sonda espacial Cassini entrou na órbita de Saturno e forneceu uma grande quantidade de novas informações sobre o planeta e as suas luas. No início de 2005, a sonda Huygens foi separada da Cassini e atravessou a atmosfera de nitrogênio da lua Titã, pousando em sua superfície, onde encontrou lagos de metano e etano.

Saturno é o segundo maior planeta do Sistema Solar e o mais espetacular dos planetas externos. Gigante gasoso (ou planeta Joviano), saturno é o planeta mais achatado, devido à sua alta velocidade de rotação e a baixa densidade. É o planeta menos denso de todo o nosso sistema solar, o único com densidade menor que à da água (0,69 g/cm³).

A estrutura interna de Saturno é semelhante à de Júpiter, composta por um núcleo rochoso sob uma camada de hidrogênio metálico líquido coberta, por sua vez, por uma camada de hidrogênio molecular. Tem uma atmosfera quase que exclusivamente de hidrogênio, organizada em faixas de circulação rápida e rodopiantes. Os ventos em Saturno estão entre os mais rápidos do Sistema Solar. De acordo com os dados obtidos pela Voyager, podem-se mover a 400 m/s.

A atmosfera de Saturno tem uma estrutura em bandas semelhante às de Júpiter, mas as bandas de Saturno são muito mais tênues e largas próximas ao equador. A temperatura média é de -180ºC. A temperatura interna de Saturno no seu núcleo é de 12.000 K. O planeta irradia mais energia para o espaço do que recebe do Sol. A razão para esse fenômeno ainda não é conhecida. Com um campo magnético poderoso, Saturno tem o seu eixo magnético alinhado com o eixo de rotação. Algumas fotos do telescópio espacial Hubble mostram auroras.

Saturno é principalmente conhecido pelo seu sistema de anéis, um dos mais espetaculares objetos do Sistema Solar, que pode facilmente ser observado com um pequeno telescópio. Os anéis são compostos por partículas de rocha e gelo, com dimensões que variam de um grão de poeira ao do tamanho de um carro.

Os anéis são tão visíveis à vista por conta do grande albedo de gelo presente. Existem dúzias de luas orbitando nos espaços vazios entre os anéis. É devido a gravidade destas luas que os anéis se mantêm juntos. Por esse motivo, estas são chamadas luas pastoras.

Saturno tem 62 luas conhecidas. Apenas sete destas são grandes o suficiente para serem esféricas. A forma esférica só se forma acima de um determinado tamanho e limite de massa, devido à gravidade e calor interno do astro.

A única lua de tamanho considerável é Titã, descoberta em 1655. O seu período orbital é de 16 dias. A maioria das luas de Saturno tem diâmetros de apenas 4 a 8 km. As luas são constituídas, em grande parte, por gelo de água.

Criovulcanismo, vapor de água em erupção desde o interior da superfície, foi observado em Encélado, próximo de Saturno.

Extras relacionados

O sistema solar; órbitas planetárias

As órbitas dos 8 planetas do nosso Sistema Solar são elípticas.

Fusos horários

A Terra está dividida em 24 fusos horários e cada zona corresponde um horário padrão.

Países do mundo

Estudar a localização geográfica, capitais e bandeiras dos países do mundo através de...

Terra

A Terra é um planeta rochoso com uma crosta sólida e oxigênio em sua atmosfera.

Cidades do mundo

Esta animação mostra a localização geográfica das principais cidades do mundo.

O ciclo de vida do Sistema Solar

O Sol e os planetas formaram-se há 4.500 Bilhões de anos, após o colapso gravitacional de...

A Missão Cassini-Huygens (1997-2017)

A sonda espacial Cassini explorou Saturno e as suas luas por cerca de 20 anos.

Símbolos e atrações do mundo

Um jogo acerca dos símbolos e atrações um pouco por todo o mundo.

Added to your cart.