O seu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

RMS Queen Mary 2 (2003)

RMS Queen Mary 2 (2003)

O maior transatlântico do mundo na época de sua construção.

Tecnologia

Palavras-chave

Queen Mary 2, transatlântico, transporte aquático, navegação, passageiro, bote salva-vidas, motor a diesel, hélice, convés, proa, ponte, popa, âncora, vigia, convés aberto, cabina, radar, transporte, técnica

Itens relacionados

Cenas

Queen Mary 2

Convés

Vista superior

Estrutura

  • proa
  • convés
  • ponte de comando
  • antena de rádio
  • antena de comunicações
  • chaminé
  • radar
  • popa
  • convés aberto
  • escovém
  • leme de proa
  • botes salva-vidas
  • escotilhas
  • hélices

Corte transversal

  • ginásio
  • restaurante com visão panorâmica
  • convés aberto
  • piscina
  • terraço
  • sala de cinema
  • salão de baile
  • salão

Animação

  • convés aberto
  • piscina

Narração

O transatlântico operado pela Cunard Line que recebeu o nome da rainha consorte do rei de Inglaterra Jorge V iniciou o serviço de passageiros em 2004. Quando lançado, o navio quebrou inúmeros recordes e ainda mantém a maioria deles. O RMS Queen Mary 2, ou QM2, foi construído na França, mede 345 metros de comprimento e 41 metros de largura, com altura de mastro de 72 metros.

Pesando 150 mil toneladas, com um deslocamento de 76 mil toneladas e 10 metros de calado, o navio é alimentado por quatro motores a diesel e duas turbinas a gás, que proporcionam uma potência total de 157 mil cv. Existem quatro unidades de propulsão. O par frontal é fixo, mas o par da ré pode mover-se.

A velocidade máxima do navio é de mais de 30 nós ou 55 km/h. O QM2 pode transportar em média 2.620 passageiros e uma tripulação de 1.253 membros. A estrutura do navio está dividida em 17 conveses, 14 dos quais são de passageiros. 22 elevadores de passageiros, 9 elevadores de tripulação e 6 elevadores de carga proporcionam o transporte vertical entre os diferentes níveis. A ponte com 50 metros de largura na popa do navio está equipada com tecnologia de ponta.

Os terraços abertos e as piscinas proporcionam lazer aos passageiros no convés superior. Os 22 botes salva-vidas, cada um com capacidade para 150 pessoas, estão também localizados nesse convés. O navio possui ainda botes salva-vidas infláveis, que podem, cada um, transportar 37 pessoas. Além do equipamento de segurança, o navio possui também diversas instalações para o entretenimento dos passageiros, contando com dúzias de restaurantes, bares, casino, um salão de baile, salas de cinema e um planetário.

Itens relacionados

Petroleiro

Os petroleiros apareceram no fim do século XIX e hoje pertencem ao grupo dos navios de maior porte.

Porto

Os portos têm de fornecer as infraestruturas e serviços necessários à indústria e transportes marítimos.

Titanic (1912)

O RMS Titanic foi o maior transatlântico do mundo no início do século XX.

Encouraçado (HMS Dreadnought, 1906)

O HMS Dreadnought revolucionou a forma de construir encouraçados no século XX.

Farol

Os faróis são usados para auxiliar a navegação em águas costeiras.

Navio porta-contêineres

As rotas comerciais marítimas de navios porta-contêineres, que apareceram e se propagaram depois da 2ª Guerra Mundial, formam hoje uma rede global.

Barco a vapor Kisfaludy (1846)

O primeiro barco a vapor na Hungria entrou em serviço em 1846.

Barco a vapor North River (Clermont) (1807)

O engenheiro americano Robert Fulton concebeu o primeiro barco funcional movido a vapor.

Birreme (antiga embarcação de guerra a remos)

Um birreme é um antigo tipo de embarcação de guerra, utilizado por muitos exércitos, com uma característica proa pontiaguda e duas fileiras de remos.

USS Tarawa LHA-1 (1976)

A partir da década de 1940, os cada vez maiores porta-aviões se tornaram os senhores dos oceanos.

Added to your cart.