O seu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Planador de Otto Lilienthal

Planador de Otto Lilienthal

O engenheiro alemão Otto Lilienthal foi a primeira pessoa a realizar voos bem-sucedidos com um planador concebido por ele mesmo.

Tecnologia

Palavras-chave

Otto Lilienthal, planador, aviação, planar, aerodinâmica, transporte, técnica

Itens relacionados

Questôes

  • Qual era a nacionalidade de\nOtto Lilienthal?
  • Quando Lilienthal construiu o modelo número 11 do planador?
  • Há fotos de Otto Lilienthal?
  • É verdade que Lilienthal construiu os seus planadores a partir de estruturas metálicas?
  • É verdade que os planadores de Lilienthal não eram usados com propósitos militares?
  • É verdade que Lilienthal também construiu planadores com motor?
  • É verdade que Lilienthal construiu planadores que batiam as asas?
  • A que distância voou Lilienthal com o seu planador?
  • Quantos planadores Lilienthal construiu?
  • Que tipo de planadores Lilienthal construía?
  • Como se podia manejar o planador de Lilienthal?
  • É possível voar com estruturas mais pesadas que o ar?
  • É verdade que a direcção das forças que atuam sobre um avião durante a aterrissagem vêm de baixo?
  • É verdade que os irmãos Wright usaram as notas e os resultados de Lilienthal para construir o seu aeroplano?
  • É verdade que Lilienthal nunca tinha voado porque tinha medo de alturas?
  • É verdade que Lilienthal morreu em num acidente com um de seus planadores?
  • Quais foram as últimas palavras de Lilienthal?

Cenas

Planador

Invenção de Lilienthal

Os irmãos Lilienthal perceberam logo cedo que os três elementos necessários ao se voar eram a elevação, o impulso e a direção e construíram a primeira aeronave tendo em conta esses fatores.
Inicialmente, desenvolveram modelos que batiam as asas, movidos por pequenos motores a vapor, mas depois de várias tentativas sem sucesso, decidiram construir planadores. Desenharam juntos vários modelos até 1874.

Otto Lilienthal (que a partir 1890, passou a trabalhar sem o seu irmão) construiu o planador monoplano usando tela e varetas de vime. Ele conseguia mudar a direção da estrutura usando o peso do seu corpo. Continuou a melhorar os planadores à medida que ganhava mais experiência de voo.
O planador levantava voo sendo atirado de um ponto elevado. Inicialmente, os seus voos cobriam cerca de 50 a 100 metros. Mais tarde atingiu os 350 metros.

Ele construiu mais de 18 modelos, quinze dos quais eram monoplanos, enquanto três eram biplanos. A sua construção mais sofisticada foi a 11ª, feita em 1895. Oito réplicas deste modelo foram construídas, duas das quais foram vendidas na Inglaterra.

A grande desvantagem desses modelos era o fato de a direção poder ser alterada apenas pelo movimento das pernas do piloto, o que tornava as manobras difíceis e não protegia o avião contra o vento lateral.

Voo

Conquistando o ar

Os primeiros experimentos científicos na história da aviação foram os esquemas de Leonardo da Vinci. As suas invenções (por exemplo, um paraquedas e uma máquina que batia as asas) foram melhoradas por inventores posteriores.
O primeiro voo bem-sucedido da história foi executado por um balão de ar quente. O balão, desenhado pelos irmãos franceses Montgolfier, levantou voo em Paris em 1783, embora preso por uma corda. O primeiro voo livre foi executado por Pilatre de Rozier.

Mais tarde, foram levadas a cabo outras tentativas de construir máquinas voadoras. Após muitas tentativas frustradas, alguns inventores desenharam planadores que aproveitavam as correntes de ar para realizar seus voos. O primeiro planador funcional foi desenhado e construído por Sir George Cayley, em 1853.

Otto Lilienthal desenhou e construiu o seu planador em 1891. Esta máquina tornou-se a percursora dos planadores modernos. Lilienthal disse: "Idealizar um veículo voador não é nada. Construir um é algo. Mas voar é tudo."

Através dos olhos de Lilienthal

Um pioneiro da aviação

O engenheiro alemão Otto Lilienthal (1848-1896) e seu irmão Gustavo eram fascinados por voar desde a infância. Eles estudaram meticulosamente o voo dos pássaros e juntos construíram seus primeiros planadores.

Quando seu irmão desistiu das experiências após várias tentativas frustradas com os planadores, Otto continuou trabalhando sozinho. Ele melhorou seus desenhos e aperfeiçoou seus modelos.

Em 1891, ele teve os seus primeiros exitos, realizando voos bem-sucedidos saltando de uma colina artificial perto de Berlim (em Lichterfelde Süd). Anos mais tarde, continuou com as experiências nas montanhas Rhinower. Ele executou mais de 2.000 voos com seus planadores.

Em 9 de Agosto de 1896, o seu biplano experimental teve um acidente, caindo de uma altura de 15 metros. Ele quebrou a espinha e morreu no dia seguinte. As suas lendárias últimas palavras (embora provavelmente incorretas) provam a sua paixão: "Sacrifícios precisam ser feitos".

Otto Lilienthal

Estrutura

  • cabo de fixação
  • armação de madeira
  • asa
  • cauda
  • tela

Animação

Narração

Otto Lilienthal foi um engenheiro alemão que viveu e trabalhou na segunda metade do século XIX. Lilienthal e o seu irmão Gustavo estudaram o movimento dos pássaros e reconheceram os três fatores básicos para se voar: elevação, impulso e direção.

Inicialmente, fizeram modelos que batiam as asas, mas após várias tentativas sem sucesso, decidiram construir planadores. Desenharam juntos vários modelos até 1874.

Mesmo depois de o seu irmão ter abandonado os trabalhos, Otto Lilienthal continuou a fazer desenhar, construir planadores e voar. Ele desenvolveu mais de 18 planadores usando tela e varas de vime. Para que decolassem, Otto precisava correr contra o vento a partir de um ponto elevado. Depois de várias melhorias, conseguiu realizar voos de 300 metros.

O planador monoplano que se vê na animação utilizava o peso do piloto para mudar de direção. Mas como era apenas possível mover as pernas, as manobras eram bastante difíceis.
O planador, que foi exibido pela primeira vez em Berlim em 1891, foi o percursor dos planadores modernos. Lilienthal afirmou: "Idealizar um veículo voador não é nada. Construir um é algo. Mas voar é tudo."

Itens relacionados

A história da aviação

A animação resume o desenvolvimento da aviação desde o início até os dias atuais.

Avião motorizado (János Adorján, 1910)

A construção da "Libelle" (Libélula) é um dos marcos da história da aviação (húngara).

Experimentos com o helicóptero (Oszkár Asbóth, 1928)

O helicóptero de Oszkár Asbóth realizou o seu primeiro voo em 1928, o que constitui um marco na história da aviação.

Inventos de Leonardo da Vinci - ornitóptero (1488-1489)

O objetivo deste engenho extraordinariamente complexo era imitar as diferentes fases do voo das aves.

O ateliê de Leonardo da Vinci (Florença, século XVI)

Visite o ateliê do polímata renascentista, com as suas importantes invenções e obras de arte.

Wright Flyer I (1903)

Concebido e construído pelos irmãos Wright, o Wright Flyer foi o primeiro avião a motor mais pesado que o ar a voar com sucesso.

Dédalo e Ícaro

Um antigo mito grego sobre a tragédia de um pai e seu filho que queriam escapar da ilha de Creta.

Fokker Dreidecker I (1917)

O triplano alemão foi talvez o avião mais famoso da Primeira Guerra Mundial.

Invenções de Leonardo da Vinci - Asa mecânica (1493-1495)

A asa mecânica é uma das obras-primas entres os esboços de Leonardo da Vinci relacionados com a aviação.

Inventos de Leonardo da Vinci - Asa oscilante (1487–1489)

Para o desenho da asa oscilante, Leonardo baseou-se nas asas dos pássaros e em uma hipótese equivocada.

Airbus A380 (2005)

Este avião tem dois andares e capacidade para transportar mais de 500 passageiros.

Balão de ar quente (século XVIII)

Os irmãos franceses Montgolfier foram os primeiros pioneiros na arte de voar.

Boeing 747 (1969)

O Jumbo Jet é um dos aviões mais conhecidos do mundo.

Bombardier CRJ-200 (1991)

Este pequeno avião de passageiros foi concebido para ser rápido, cômodo e econômico.

Concorde (1969)

O primeiro avião de passageiros supersônico entrou em serviço em 1976.

Dirigível zepelim, LZ 129 Hindenburg

Um zepelim é um tipo de dirigível de armação rígida.

Dirigível zepelim, LZ 17 Sachsen (1913)

Um zepelim é um tipo de dirigível de armação rígida.

Hidroavião Junkers G 24

Um hidroavião (por vezes chamado de hidroplano) é um avião capaz de descolar tanto de uma pista terrestre como da superfície da água.

Added to your cart.