O seu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Meiose

Meiose

Os nossos gâmetas são células haploides produzidas a partir de células diplóides por meiose, um tipo especial de divisão celular.

Biologia

Palavras-chave

meiose, divisão celular, diploide, cromossoma, reductional, haplóide, célula diplóide, espermatozóide haplóide, óvulo haplóide, fertilização, gameta, espermatozóide, ovo, zigoto, ADN, citologia, biologia

Itens relacionados

Cenas

Ciclo de vida normal dos animais

  • célula diplóide do pai
  • espermatozóide haploide
  • célula diplóide da mãe - Estas células contêm duas cópias de cada cromossomo, uma proveniente da mãe e a outra do pai. As nossas células somáticas são diplóides, enquanto os gâmetas são haploides.
  • ovo haploide - Os gâmetas são haploides, contêm um conjunto de cromossomas. Estes são transferidos para os descendentes, isto é, formam o conjunto materno de cromossomos . Os gâmetas são produzidos a partir de células diplóides por meiose, a segunda fase do processo meiótico, também é conhecido por divisão reducional.
  • fertilização - A fusão de dois gâmetas haploides dá origem a um zigoto diplóide.
  • zigoto diplóide - As células somáticas da descendência são produzidas a partir deste por uma série de mitoses.
  • descendente - O seu corpo consiste de células diplóides que são formadas a partir do zigoto por uma série de mitoses. Algumas células somáticas produzem haploides por meiose.
  • meiose - Divisão celular reducional. Células diplóides contendo cromossomos 2n dividem-se em células contendo cromossomos n. O número "n" é uma propriedade característica de cada espécie, nos humanos n = 23. As nossas células diplóides somáticas contêm 2n = 46 unidades (23 pares) de cromossomas, enquanto os gâmetas haploides contêm n = 23.
  • meiose

O processo de meiose

  • centrossomo - Controla o movimento dos cromossomos durante a divisão celular. Consiste de dois complexos protéicos cilíndricos com orientação ortogonal e microtúbulos curtos.
  • cromatina - Consiste de DNA e proteínas, sendo os cromossomos formados (condensados) a partir dele.
  • microtúbulos do fuso acromático - Consiste de microtúbulos que ligam o centrossomo e os centrómeros do cromossomo.

Animação

  • fertilização
  • descendente
  • meiose
  • centrossomo
  • microtúbulos do fuso acromático

Narração

Durante o ciclo de vida dos animais e dos humanos, gâmetas haplóides se formam a partir de células somáticas diplóides. A célula-mãe diplóide contém duas cópias de cada cromossomo, em que uma provém da mãe e a outra do pai. As células-filhas haploides apenas contêm um conjunto de cromossomos; o número de cromossomos que contêm é metade do das células-mãe. Durante a fertilização, o material genético da mãe e do pai se misturam e os gâmetas haplóides fundem-se para formar um zigoto diplóide. As células somáticas descendentes são produzidas a partir do zigoto através de uma série de mitoses. A meiose desempenha um papel central na reprodução sexuada.

A meiose é composta por duas fases principais, consistindo ambas de prófase, metáfase, anáfase e telófase. Durante a prófase da primeira fase, os cromossomos são formados a partir dos cromatídeos que consistem de DNA e proteínas. Como a meiose é precedida por uma duplicação do DNA, os cromossomos contêm dois cromatídeos com DNA idêntico. A célula é diplóide; os cromossomos maternos e paternos estão coloridos de vermelho e azul na animação. Depois o centrossomo duplica-se e move-se em direção a polos opostos da célula.

Na metáfase, a membrana nuclear se quebra e forma-se o fuso acromático. Em seguida os cromossomos alinham-se ao longo do plano equatorial da célula, tendo lugar um cruzamento genético: material genético entre cromossomos homólogos é trocado de forma aleatória. Isto aumenta grandemente a variabilidade das células resultantes.

Na anáfase, os cromossomos movem-se em direção a polos opostos da célula, e depois na telófase a célula divide-se e a membrana nuclear forma-se novamente.

Assim sendo, no final da primeira fase da meiose o número de cromossomos é reduzido a metade, formando-se duas células-filhas haplóides a partir da célula-mãe diplóide.

A segunda fase do processo meiótico consiste numa divisão equacional. Na prófase, o centrossomo duplica-se e move-se em direção a polos opostos da célula.

Na metáfase, a membrana nuclear se quebra e forma-se um fuso acromático. Depois os cromossomos alinham-se ao longo do plano equatorial da célula.

Na anáfase os cromossomos são separados nos cromatídeos, formando cromossomos com um cromatídeo, que depois se movem em direção a polos opostos da célula.

Em seguida, na telófase a célula divide-se e a membrana nuclear é formada novamente. Isto é, durante as duas fases da meiose, formam-se quatro células haplóides a partir de uma célula diplóide.

Itens relacionados

Células animais e vegetais, organelas celulares

As células eucarióticas contêm muitas organelas.

Gametas

Os dois gametas unem-se e criam uma nova célula, chamada zigoto.

Mitose

A mitose é o processo pelo qual uma célula eucariótica se divide em duas células, permancecendo inalterado o número de cromossomos.

Organização do material genético

Com um diâmetro de apenas alguns micrómetros, os núcleos das nossas células contêm quase dois metros de ADN dobrado sobre si mesmo.

Ciclo de vida de musgos e samambaias

Esta animação compara os ciclos de vida de musgos e samambaias, ajudando a perceber o ciclo de vida das plantas em geral.

Amoeba proteus

Organismos unicelulares heterotróficos, cuja forma está em permanente mudança.

Desenvolvimento pré-natal

Esta animação mostra o desenvolvimento do embrião e feto humanos.

Reprodução e desenvolvimento dos insetos

De acordo com o seu ciclo de vida, os insetos podem sofrer três tipos de metamorfose: ametabolia, hemimetabolia ou holometabolia.

Added to your cart.