O seu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Aldeia medieval

Aldeia medieval

As casas das aldeias medievais eram construídas com pedras ou tijolos e tinham vários andares.

História

Palavras-chave

medieval, cidade medieval, cidade, casa, muralha da cidade, povoação, centro, comércio, estilo de vida, mercado

Extras relacionados

Perguntas

  • Qual destes objetos não estava à disposição das pessoas na Idade Média?
  • Qual destes serviços se encontrava disponível na maioria das cidades medievais da Europa?
  • Qual destes espetáculos era popular nas cidades medievais?
  • Qual destes vegetais não estava disponível na Europa medieval?
  • Qual destes frutos não estava disponível na Europa medieval?
  • Qual destes pratos não estava disponível na Europa medieval?
  • Qual destes vegetais estava disponível na Idade Média?
  • Qual destes feriados não tem origem na Idade Média?
  • Qual destes temperos não era usado na Idade Média?
  • Qual era a função dos pelourinhos na Idade Média?
  • Qual destes empregos não existia na Idade Média?
  • Qual destes empregos não existia na Idade Média?
  • Qual destes empregos não existia na Idade Média?
  • O que era uma "guilda"?
  • O que fazia um curtidor?
  • O que fazia um tanoeiro?
  • O que fazia um carpinteiro de carroças?
  • Que ano é considerado o início da Idade Média?
  • Que ano é considerado o fim da Idade Média?
  • Quando teve lugar a Primeira Cruzada?

Cenas

Aldeia medieval

A vida nas aldeias medievais

O grande desenvolvimento das aldeias medievais começou no século X. Foi nessa altura que o comércio floresceu, originando uma nova classe social de artesãos. Foram construídas muralhas ao redor das vilas, as quais gozavam de maior liberdade do que outras comunidades. O caráter único das cidades medievais determinava a vida quotidiana dos moradores da cidade.

Além das igrejas, câmaras municipais, salões associativos e mercados, foi a formação de ruas que marcou a imagem desse novo tipo de aglomeração. As casas foram construídas umas ao lado das outras, as vias não eram pavimentadas e não existia sistema de esgoto. A rua era o cenário da maioria das atividades do dia a dia: artesãos e aprendizes trabalhavam nas oficinas, os comerciantes vendiam os seus produtos em lojas e tendas, carroças circulavam pelas vielas, e o gado e as crianças corriam ao longo das margens dos riachos que atravessava entre as casas. As cidades costumavam ser barulhentas e sujas.

Passeio

Os artesãos medievais

Durante a Alta Idade Média, os artesãos trabalharam nas casas senhoriais. Mais tarde, gradualmente se independizaram e mudaram para as cidades populosas, onde podiam vender suas mercadorias mais facilmente devido à crescente demanda.

Tinham as oficinas situadas geralmente no rés do chão das suas casas, abertas para a rua. As ferramentas também pertenciam a eles e faziam todas as fases do trabalho. Com o tempo, passaram a contratar assistentes e aprendizes. Artesãos do mesmo ofício estabeleciam-se na mesma rua.

Produziam todo tipo de instrumentos, tecidos, artigos em couro e o que fosse necessário na vida quotidiana. Os seus bens eram de alta qualidade. Faziam publicidade de suas oficinas, colocando os emblemas dos seus ofícios nas paredes. Mais tarde, os artesãos da mesma profissão uniram-se em associações corporativas, chamadas guildas.

Casa medieval

Os lares medievais

Os quartos eram iluminados por velas feitas de sebo colocadas nas arandelas de parede ou nos lustres. Em dias de festa, substituíam as velas de sebo pelas de cera de abelha.

Entre os mobiliários dos cidadãos ricos podia-se encontrar mesas, cadeiras com braços, camas, estantes e cômodas, tudo esculpido e pintado ao gosto da época. A partir do século XV, as cô​modas foram substituídas por guarda-roupas. As camas de dossel protegiam as pessoas dos insetos e os quartos eram decorados com tapeçaria (no chão e nas paredes).

Portas e janelas esculpidas e fechaduras decoradas incrementavam a beleza do ambiente.

A cozinha dos cidadãos abastados ficava localizada no andar intermediário ou no último andar das casas (o fumo resultante causava problema nestas cozinhas). As panelas eram feitas de argila, madeira ou ferro.
Os utensílios para cozinhar estavam pendurados na parede ou nas estantes ao lado do fogão e as especiarias eram armazenadas em gavetas. Já o lixo era atirado diretamente nas ruas através da janela.

Caso a residência tivesse um jardim, os donos criavam animais e cultivavam legumes. Quem não podia se dar a esse luxo, comprava os alimentos de vendedores ambulantes ou no mercado.

Os cidadãos ricos, comiam refeições substanciais duas vezes por dia (às 10 horas da manhã e às 6 da tarde). A comida mais popular era a carne (de porco ou de vaca) mas também comiam frequentemente carne de peixe, legumes e frutas.

Rua

A habitação medieval

As casas medievais eram geralmente construídas em pedra ou tijolo, com estruturas de madeira. Os seus tetos eram cobertos de telhas ou ardósia. Os moradores mais ricos viviam em edifícios de dois ou três andares, enquanto os plebeus viviam em casas térreas. As lojas ou oficinas estavam situadas no piso térreo das casas dos cidadãos ricos. A cozinha ou os quartos situavam-se acima das oficinas. As adegas subterrâneas eram usadas ​​para armazenamento. As portas das casas mais luxuosas eram decoradas com ornamentos de ferro. Havia várias janelas em cada andar, que ofereciam luz e ar fresco aos moradores. Somente os aristocratas podiam permitir-se janelas de vidro, enquanto as pessoas comuns costumavam fechar as janelas com tecidos. Os pisos eram revestidos de madeira ou ladrilho. As paredes eram caiadas e, nas casas dos ricos, cobertas com pinturas decorativas.

Narração

O grande desenvolvimento das aldeias medievais começou no século X. Foi nessa altura que o comércio floresceu, originando uma nova classe social de artesãos. Foram construídas muralhas ao redor das vilas, as quais gozavam de maior liberdade do que outras comunidades. O caráter único das cidades medievais determinava a vida quotidiana dos moradores da cidade.

Além das igrejas, câmaras municipais, salões associativos e mercados, foi a formação de ruas que marcou a imagem desse novo tipo de aglomeração. As casas foram construídas umas ao lado das outras, as vias não eram pavimentadas e não existia sistema de esgoto. A rua era o cenário da maioria das atividades do dia a dia: artesãos e aprendizes trabalhavam nas oficinas, os comerciantes vendiam os seus produtos em lojas e tendas, carroças circulavam pelas vielas, e o gado e as crianças corriam ao longo das margens dos riachos que atravessava entre as casas. As cidades costumavam ser barulhentas e sujas.

As casas medievais eram geralmente construídas em pedra ou tijolo, com estruturas de madeira. Os seus tetos eram cobertos de telhas ou ardósia. Os moradores mais ricos viviam em edifícios de dois ou três andares, enquanto os plebeus viviam em casas térreas. As lojas ou oficinas estavam situadas no piso térreo das casas dos cidadãos ricos. A cozinha ou os quartos situavam-se acima das oficinas. As adegas subterrâneas eram usadas ​​para armazenamento. As portas das casas mais luxuosas eram decoradas com ornamentos de ferro. Havia várias janelas em cada andar, que ofereciam luz e ar fresco aos moradores. Somente os aristocratas podiam permitir-se janelas de vidro, enquanto as pessoas comuns costumavam fechar as janelas com tecidos. Os pisos eram revestidos de madeira ou ladrilho. As paredes eram caiadas e, nas casas dos ricos, cobertas com pinturas decorativas.

Extras relacionados

Batalha de Hastings (1606)

Esta batalha terminou com a vitória do exército normando de Guilherme, o Conquistador,...

Fortificação de terra, Hungria

Fortificação triangular feita de terra, usada pelo líder de uma das tribos húngaras...

Servidão

Aprenda sobre as dificuldades da servidão da perspectiva de Tomás.

Abadia de Sankt Gallen

Este complexo arquitetônico foi durante séculos uma das abadias beneditinas mais importantes.

O Império Mongol

O lendário soberano mongol, Genghis Khan estabeleceu um enorme império através das suas...

Jóias da Coroa Húngara

A peça mais conhecida entre as jóias da coroa\nhúngara é a Coroa Sagrada.

Homem de ouro cita (século III a.C)

A personalidade que envergava a armadura encontrada na escavação arqueológica de Issyk...

Funcionamento de um canhão (século XVIII)

O canhão foi um importante tipo de arma de fogo no início da história moderna, de largo...

Added to your cart.