O teu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Ragusa (Croácia, século XVI)

Ragusa (Croácia, século XVI)

Esta cidade croata, hoje chamada Dubrovnik, é conhecida pela sua arquitetura espetacular e localização maravilhosa.

História

Palavras-chave

Ragusa, Dubrovnik, Croácia, Mar Adriático, Império Bizantino, Reino da Hungria, Império Habsburgo, Império Austro-Húngaro, Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, Idade Moderna, cidade, centro, cidade-estado, mar Mediterrâneo, porto, fortificação, fortaleza, palácio, torre, estátua, Renascença, muralha da cidade, Gótico, habitação, torre do sino, portão, história, comerciante, comércio, economia

Extras relacionados

Perguntas

  • Em que atual país se encontra Dubrovnik?
  • Na costa de qual mar se encontra Ragusa?
  • Qual é a alcunha de Dubrovnik?
  • Ragusa era a capital de:
  • A que era devida a riqueza de Ragusa?
  • É verdade que Ragusa era uma das maiores cidades na Europa no século XVI?
  • No século XVI, Ragusa era famoso de que?
  • Quem é o santo padroeiro de Dubrovnik?
  • Qual é o comprimento da muralha da cidade de Dubrovnik?
  • Qual dos seguintes não era parte do sistema defensivo de Ragusa?
  • Como se chama a montanha localizada em Ragusa?
  • O que significa a palavra grega da qual, provavelmente, vem o nome de Ragusa?
  • O que significa a palavra eslava da qual, provavelmente, vem o nome de Dubrovnik?
  • Como se chama a rua principal de Dubrovnik?
  • Qual das seguintes atrações turísticas pode-se ver hoje em Dubrovnik?
  • Qual dos seguintes não é uma característica da Praça Luza?
  • De acordo com fontes históricas, quantos navios tinha Ragusa no século XVI?
  • Em que estilo foi construído o Palácio Sponza?
  • O que estava situada no lugar do Palácio Sponza antes de ter sido construído?
  • Quantas fortalezas estão encontradas ao longo da muralha da cidade?
  • Qual é o edifício militar mais ao norte do sistema de fortificação da cidade?
  • O porto é protegido por qual edifício militar?
  • Qual dos seguintes edifícios está localizado no extremo ocidental da Stradun?
  • Qual dos seguintes edifícios se encontra mais a leste de Ragusa?
  • Qual dos seguintes edifícios se encontra mais a oeste de Ragusa?
  • O Mar Adriático é o braço de qual mar?
  • Em homenagem a quem foram nomeadas as duas Fontes de Onofrio?
  • Em homenagem a quem foi nomeada a coluna localizada na Praça Luza?
  • Qual é o maior número?

Cenas

Ragusa

  • Monte Srđ - A montanha com uma altura de 412 m, perto da cidade de Dubrovnik, antigamente, era coberta de carvalhos. Provavelmente, por isso se deu o nome eslavo Dubrovnik à cidade.
  • Ragusa - O nome medieval, provavelmente, vem da palavra grega 'lau' (rocha ou penhasco) ou da palavra latina 'laus' (precipício).
  • Mar Adriático - O braço mais ao norte do Mar Mediterrâneo, localizado entre a Península Apenina e a Balcânica. A cidade de Dubrovnik é também chamada de "pérola do Adriático".

De acordo com fontes históricas, a cidade de Dubrovnik foi estabelecida na costa do Mar Adriático, no século VII. O seu nome histórico foi Ragusa, a origem do qual é incerta; pode vir da palavra grega 'lau' que significa rocha ou penhasco. O nome Dubrovnik, mencionado pela primeira vez no século XII, origina-se do eslavo 'dubrova' que significa bosque de carvalho.

No início, a cidade foi controlada pelo Império Bizantino, mas, após o cerco de Constantinopla pelos cruzados em 1204, Ragusa caiu sob a jurisdição de Veneza e permaneceu sob esta durante 150 anos. Foi neste período que o comércio expandiu-se na cidade.

A República de Ragusa foi estabelecida em 1358. Tornou-se um território submetido à suserania húngara mas podia tomar as suas próprias decisões em certos casos.

No século XVI, Ragusa defendeu a sua soberania com sucesso contra o seu rival comercial, Veneza, e contra as tentativas de conquista por parte do Império Otomano. Em 1667, um terramoto intenso atingiu a cidade a qual foi quase totalmente destruída mas, em breve, foi reconstruída apesar da grande devastação. Ragusa deixou de funcionar como uma república durante as Guerras Napoleónicas. Após o Congresso de Viena, o Império Habsburgo adquiriu o controlo sobre a cidade.

Quando o Império Austro-Húngaro falhou após a Primeira Guerra Mundial, a cidade tornou-se parte do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos (após 1929 Reino da Jugoslávia). Hoje, a cidade, também chamada de "pérola do Adriático" e de "Atenas eslava", é parte da Croácia que se tornou independente em 1991.

Cidade

  • Porta de Pile - A porta ocidental da cidade. Basicamente, era constituída por duas portas, uma porta interior em estilo gótico e uma porta exterior em estilo renascentista.
  • Fonte Grande de Onofrio - Está localizada num dos fundos da Stradun. Foi construída entre 1438 e 1440 e nomeada em homenagem ao seu arquiteto. A fonte poligonal de seis lados tem uma cúpula aberta no topo. Era também um dos pontos terminais do sistema de abastecimento de água que trazia água de uma nascente vizinha.
  • Porta de Ploce - A porta oriental da cidade. Foi construída no século XV e nomeada em homenagem a uma cidade croata vizinha.
  • quebra-mar - Protegia o porto movimentado da cidade contra as ondas vindas do mar aberto. A formação natural de rocha foi fortificada com um edifício artificial.
  • porto - A riqueza de Ragusa pode ser atribuída ao comércio marítimo. No seu auge, a cidade tinha 180 navios.
  • Praça Luza - Fica localizada no extremo oriental da Stradun. A parte mais movimentada da cidade que tinha funcionado como uma praça de mercado.
  • muralha da cidade - Foi construída entre os séculos XII e XVII. Tem um comprimento de 1940 m e o seu ponto mais alto é de 25 m. A sua espessura altera-se entre 3 m e 6 m. Há cinco fortalezas ao longo da muralha.

Muralha da cidade

A muralha, que circunda Ragusa, tornou a cidade um dos sítios mais altamente fortificados na Europa Medieval. Isto ajudava a cidade a defender a sua soberania contra os seus rivais (p. ex. Veneza) e contra as tentativas de conquista por parte do Império Otomano durante séculos.

A muralha tem um comprimento de 1940 m e uma espessura de entre 3 e 6 m. A maioria dos elementos da fortaleza foi construída durante os séculos XIV e XV. Há cinco fortalezas, várias torres e bastiões ao longo da muralha.

A muralha no lado terrestre estende-se entre a Fortaleza Bokar e a Fortaleza Revelin. O ponto mais alto desta seção da muralha é de 25 m.

Fortalezas

  • Torre Minčeta - Está localizada no ponto mais ao norte da muralha da cidade. Foi completada na segunda metade do século XV. A fortaleza circular com uma coroa gótica no topo é o ponto mais alto do sistema defensivo da cidade.
  • Fortaleza Revelin - Fica localizada no extremo oriental da muralha da cidade. A construção da fortaleza mais forte da cidade foi concluída em 1549. Protegia a Porta de Ploce e a parte oriental da cidade.
  • Fortaleza de São João - Uma das partes mais importantes do sistema de fortificações de Ragusa. Foi completada em 1557. Esta fortaleza monumental protegia a entrada do porto movimentado.
  • Fortaleza Bokar - Está localizada na parte sudoeste da muralha da cidade. A sua construção começou em 1461 e a fortaleza alcançou a sua forma final em 1570. Protegia a Porta de Pile e a parte ocidental da cidade.
  • Fortaleza Lovrijenac - Esta fortaleza separada, supostamente, foi construída no século XI num penhasco com uma altura de 37 m. Protegia a parte ocidental da cidade contra os ataques vindos do mar e do território continental.

A Fortaleza de São João (ou Torre Mulo) foi uma das mais importantes fortificações do sistema de defesa da cidade. O monumental complexo de edifícios adquiriu a sua forma final em meados do século XVI. A fortaleza foi construída com a fusão das fortificações prévias e a adição de novas em 1557. A sua função principal foi proteger o porto e controlar o tráfico marítimo.

A Fortaleza Revelin fica localizada na parte oriental da cidade. Foi construída fora da Porta de Ploce para proteger a entrada oriental. A construção foi completada em 1549. O seu nome, provavelmente, origina-se da palavra 'rivelino' (ravelin) utilizada na arquitetura militar para indicar uma fortaleza construída no lado oposto da parte mais vulnerável da muralha da cidade.

A Torre Minčeta está localizada na parte mais ao norte da muralha da cidade. A grande estrutura defensiva de forma circular tem uma coroa gótica característica. Foi renovada e reforçada no século XV. A torre desempenhava um papel chave na proteção da cidade contra os ataques vindos do território continental. Havia nove canhões na torre, o maior dos quais feito em bronze, foi a obra prima de Ivan Rabljanin quem fez também o sino da Torre do Relógio.

A Fortaleza Bokar foi construída para proteger a entrada ocidental da cidade, a Porta de Pile. A fortaleza de dois andares recebeu a sua forma final na segunda metade do século XVI. Junto com a Torre Minčeta, desempenhava um papel chave em repelir os ataques vindos do ocidente.

A Fortaleza Lovrijenac foi construída num penhasco com uma altura de 37 m. Desempenhava um papel importante na proteção da parte ocidental da cidade contra os ataques vindos do mar e do território continental. Teria sido construída no século XI mas foi amplamente renovada nos séculos XV e XVI. A sua planta baixa triangular acompanha o contorno do penhasco. Os seus três terraços foram armados com dez canhões, o maior dos quais se chama 'Guster' (o lagarto).

Praça Luza

  • Palácio Sponza - Foi construído em estilo gótico e renascentista entre 1516 e 1522. Foi nomeado após um sítio onde a água pluvial era coletada (spongia).
  • Stradun - A rua principal da cidade, também conhecida como Placa, tinha um comprimento de cerca de 300 m. Foi a única rua espessa na cidade medieval. Foi pavimentada com lajes de calcário em 1468.
  • campanário - Encontra-se na Praça Luza, no extremo oriental da Stradun. O campanário foi construído em 1444 por arquitetos locais. O seu sino é utilizado desde o ano 1509.
  • Fonte Pequena de Onofrio - Está localizada aos pés do campanário na Praça Luza. Foi construída entre 1440 e 1442 e nomeada em homenagem ao seu arquiteto. Abastecia o mercado, situado na praça, com água.
  • Coluna de Orlando - Encontra-se no centro da Praça Luza, no extremo oriental da Stradun. Foi nomeada após o cavaleiro cuja escultura fica nela.

O Palácio Sponza fica localizado no lado norte da Praça Luza ao fundo da Stradun. Encontra-se no sítio de uma antiga cisterna (spongia), daí o nome.

Foi construído em estilo gótico e renascentista entre 1516 e 1522. Hospedava vários gabinetes, um banco, um armazém alfandegado, uma tesouraria e um arsenal. O átrio foi construído dentro do edifício retangular. Felizmente, o palácio não foi danificado durante o terremoto de 1667.

A rua principal de Ragusa é a Stradun, ou Placa. Tem um comprimento de cerca de 300 m e estende-se da Praça Pile até a Praça Luza. Uma fonte, feita por Onofrio della Cava, está situada na ponta ocidental e uma outra na ponta oriental da rua. A Stradun tornou-se a rua mais importante da cidade no século XIII, já que conectava a porta oriental e a ocidental. Foi pavimentada com lajes de calcário em 1468.

O Campanário (ou Torre do Relógio), situado na Praça Luza, ao fundo oriental da Stradun, foi construído em 1444. O seu sino em bronze, pesando mais de 2 toneladas, foi adicionado em 1506 (ou em 1509). Foi feito por Ivan Rabljanin, quem também fez os canhões da cidade. As figuras em madeira da torre foram substituídas por figuras em bronze no mesmo ano. As esculturas, com uma altura de 191 cm, representam soldados romanos chamados Maro e Baro, ou Zelenci (homens verdes), pelos locais por causa da característica cor da pátina formada na superfície do bronze.

O mais importante na Antiguidade era assegurar o abastecimento de água para as cidades. Primeiro, as cisternas foram utilizadas para fornecer água para a cidade de Ragusa. Em tempo de seca, navios de comércio levaram a água potável para a cidade. Em 1436, o conselho da cidade ordenou a construção de um aqueduto para abastecer a cidade com água de uma nascente vizinha. Quando foi concluído, o arquiteto e escultor italiano, Onofrio della Cava, desenhou também duas fontes. A Fonte Pequena de Onofrio, localizada na Praça Luza, ao pé do campanário, foi construída entre 1440 e 1442.

Uma coluna de pedra especial, a Coluna de Orlando, está localizada na Praça Luza. Segundo uma lenda, a figura esculpida na coluna representa um cavaleiro medieval, Orlando, quem libertou a cidade das conquistas dos Árabes no século VIII. A coluna foi erigida em 1418, por dois escultores, chamados Antun Dubrovčanin e Bonino di Milano.

Podia ter servido diferentes funções. Podiam ter sido mantidas falas ao público a partir do topo da coluna. A abertura no topo podia ter sido utilizada para manter o mastro de bandeira. Castigos públicos podiam ter sido realizados também perto da coluna.

Passeio

Animação

  • Monte Srđ - A montanha com uma altura de 412 m, perto da cidade de Dubrovnik, antigamente, era coberta de carvalhos. Provavelmente, por isso se deu o nome eslavo Dubrovnik à cidade.
  • Ragusa - O nome medieval, provavelmente, vem da palavra grega 'lau' (rocha ou penhasco) ou da palavra latina 'laus' (precipício).
  • Mar Adriático - O braço mais ao norte do Mar Mediterrâneo, localizado entre a Península Apenina e a Balcânica. A cidade de Dubrovnik é também chamada de "pérola do Adriático".
  • Torre Minčeta - Está localizada no ponto mais ao norte da muralha da cidade. Foi completada na segunda metade do século XV. A fortaleza circular com uma coroa gótica no topo é o ponto mais alto do sistema defensivo da cidade.
  • Fortaleza Revelin - Fica localizada no extremo oriental da muralha da cidade. A construção da fortaleza mais forte da cidade foi concluída em 1549. Protegia a Porta de Ploce e a parte oriental da cidade.
  • Fortaleza de São João - Uma das partes mais importantes do sistema de fortificações de Ragusa. Foi completada em 1557. Esta fortaleza monumental protegia a entrada do porto movimentado.
  • Fortaleza Bokar - Está localizada na parte sudoeste da muralha da cidade. A sua construção começou em 1461 e a fortaleza alcançou a sua forma final em 1570. Protegia a Porta de Pile e a parte ocidental da cidade.
  • Fortaleza Lovrijenac - Esta fortaleza separada, supostamente, foi construída no século XI num penhasco com uma altura de 37 m. Protegia a parte ocidental da cidade contra os ataques vindos do mar e do território continental.

Narração

A cidade medieval de Ragusa, também conhecida como Dubrovnik, foi estabelecida na costa do Mar Adriático no século VII. Devido à sua localização, podia participar no comércio marítimo, ao qual a sua riqueza também era atribuída. No entanto, essa riqueza foi aquela que tornou Ragusa um alvo das conquistas das outras nações.

Os habitantes de Ragusa construíram uma cidade altamente fortificada durante os séculos, estendendo o seu poder às áreas vizinhas também. A República de Ragusa alcançou o seu período de maior esplendor no século XVI.

Ragusa era protegida por fortificações, incluindo a muralha da cidade e as fortalezas. Os palácios, as igrejas, as praças públicas e o porto mostraram a grandeza desta florescente cidade renascentista.

Uma das riquezas da Croácia, a Antiga Cidade de Dubrovnik, foi classificada de Património Mundial da UNESCO em 1979.

Extras relacionados

Veneza na Idade Média

Veneza na Idade Média devia a sua riqueza ao seu comércio marítimo florescente.

A Alambra no século XVI (Espanha)

O nome deste magnífico complexo palaciano origina-se do árabe e significa "o vermelho".

Batalha de Lepanto (1571)

A frota otomana sofreu uma pesada derrota frente à frota da Liga Santa.

O Castelo de Varazdin (século XVI)

Este castelo espetacular fica localizado no norte da Croácia.

O Palácio de Diocleciano (Split, Croácia)

O palácio semelhante a uma fortaleza foi construído por ordem do Imperador Romano Diocleciano na costa, perto da sua cidade natal.

Porto

Os portos têm de fornecer as infraestruturas e serviços necessários à indústria e transportes marítimos.

Torres e bastiões medievais

A arquitetura das fortificações foi sendo evoluindo a par da tecnologia militar.

Vila medieval

As casas das vilas medievais eram construídas em pedra ou tijolo e tinham vários andares.

Apoxiomenos

A característica estátua grega antiga foi encontrada no fundo do Mar Adriático.

Arena de Pula (Pula, século I)

Localizada na atual Croácia, a Arena de Pula foi um dos maiores anfiteatros romanos na Antiguidade.

Ivan Meštrović: História dos Croatas

Uma das mais famosas obras do escultor croata representa uma mulher num traje tradicional.

Santa Maria (Século XV)

A carraca de três mastros chamada Santa Maria foi a capitânia da viagem marcante de Cristóvão Colombo.

Vestuário na Europa Ocidental (século XVI)

O vestuário reflete o estilo de vida e a cultura dos habitantes de uma determinada região e época.

Added to your cart.