O teu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Navio mercante grego

Navio mercante grego

Os gregos antigos tornaram-se os ´carreteiros do mar´, graças aos seus avançados barcos à vela.

História

Palavras-chave

transporte de mercadorias, comércio, veleiro, comercial, comércio marítimo, grego, Antiguidade, barco, Grécia, Hélade, cidade-estado, vela quadrada, casco, leme, compartimento de carga, ânfora, armazenamento, mastro

Extras relacionados

Cenas

Navio mercante grego

  • mastro
  • vela quadrada
  • casco
  • remos de direção

Ampliar

Convés

Corte transversal

  • vela quadrada
  • casco
  • remos de direção
  • espaço interior
  • ânforas

Animação

  • vela quadrada
  • casco
  • remos de direção
  • ânforas

Narração

A localização geográfica da Grécia Antiga proporcionou aos seus habitantes excelentes oportunidades no transporte marítimo. Com o declínio das cidades estado fenícias, os gregos tomaram o controlo do comércio marítimo no Mediterrâneo, tendo-se tornado nos "carreteiros do mar".

Mesmo antes disto, os gregos já usavam os seus navios para navegar ao longo da costa e entre as diferentes ilhas, portanto possuíam já grande experiência nas técnicas de navegação. Tornaram-se mestres na construção de navios, construindo navios de mercadorias que tanto podiam ser grandes como pequenos, usando materiais finos e técnicas sofisticadas.

Os fatores mais importantes na construção de navios eram a segurança e a capacidade de carga: tinham de ser capazes de transportar grandes quantidades de carga de forma segura para o destino pretendido. Por isso, o casco era largo e profundo.

Esta animação mostra um navio marcante relativamente pequeno, com um mastro e uma vela quadrada, direcionado por remos de direção em vez de por um leme. O seu convés de mercadorias estava cheio de ânforas, grandes vasos de cerâmica, que continham as mercadorias em transporte.

Extras relacionados

Birreme (antiga embarcação de guerra a remos)

Um birreme é um antigo tipo de embarcação de guerra, utilizado por muitos exércitos, com uma característica proa pontiaguda e duas fileiras de remos.

Quinquerreme (século III a.C.)

Este barco, com várias fileiras de remos, era o barco típico da Era Helenística.

Veleiro do Antigo Egito

Os veleiros fluviais e marítimos do Antigo Egito tinham um mastro e remos.

Antigo cidadão ateniense com sua esposa

A democracia ateniense era baseada numa comunidade de cidadãos com plenos direitos.

Casa da Grécia Antiga

As casas da Grécia Antiga costumavam ter um rés do chão retangular e dois andares.

Cerâmica da Grécia Antiga

As obras de arte de cerâmica da Grécia Antiga são importantes artefactos arqueológicos.

Dracar viking (século X)

Os vikings foram excelentes marinheiros e construtores navais, e fizeram grandes distâncias em mares e rios.

Navio de guerra inglês (século XVIII)

Nos séculos XVII, XVIII e XIX, os navios à vela ingleses estavam entre os melhores do mundo.

Veleiro árabe tradicional (Sambuk)

É tipo de veleiro árabe mais largo, utilizado usualmente como embarcação comercial no Golfo Pérsico.

Veleiros

Usadas principalmente como navios mercantes, as escunas começaram a ser construídas na Holanda, nos séculos XVI-XVII.

Acrópole (Atenas, século V a.C.)

A Acrópole é talvez a cidadela mais famosa do mundo e foi construída na época da paz de Péricles.

Added to your cart.