O teu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Estrada e aqueduto romanos

Estrada e aqueduto romanos

A rede de estradas e aquedutos do Império Romano reflete bem o alto nível de desenvolvimento da civilização romana.

História

Palavras-chave

abastecimento de água, rede de estradas, Via Ápia, Roma, Római Birodalom, aqueduto, província, transporte, estrutura, Cláudio, marco miliário, pilar, arco, Antiguidade, império, história

Extras relacionados

Perguntas

  • Qual era o comprimento total aproximado da rede viária do Império Romano?
  • Com que era revestida a superfície das estradas?
  • Qual é a distância equivalente a uma légua romana?
  • Com que meios marcavam a distância da cidade mais próxima?
  • Com que se parece a estrutura das estradas da Roma antiga?
  • Quem construiu o primeiro aqueduto da Roma antiga?
  • Qual foi a primeira estrada pública de Roma?
  • Qual era a largura das estradas de pedra romanas?
  • Qual era a primeira fase de construção da estrada?
  • Qual das características seguintes não se aplica às estradas romanas antigas?
  • Qual dos materiais seguintes não fazia parte das camadas das estradas romanas?
  • Onde não há presentemente vestígios de estradas romanas?
  • Quando teve início a construção do primeiro aqueduto romano?
  • Qual é a palavra que falta? “Todos os caminhos vão dar a ...”
  • O que forneciam os aquedutos às cidades?
  • O que era recolhido na fonte do aqueduto?
  • Onde acabavam em geral os aquedutos?
  • Qual das características não corresponde aos aquedutos romanos?
  • No caso dos aquedutos de vários níveis, onde corria a água?
  • Qual dos seguintes elementos não fazia parte dos aquedutos romanos?
  • Qual dos seguinte é um dos mais conhecidos vestígios de um aqueduto romano?
  • Além do canal de pedra coberto, qual a outra forma de conduzir água?
  • Em que país se encontram os vestígios do aqueduto situado perto de Segóvia?
  • Em que país se encontra a Pont-du-Gard?

Cenas

Aqueduto
romano

  • arcos do nível inferior
  • arcos do nível médio
  • arcos do nível superior
  • pilar
  • arco
  • ático

Animação

Passeio

Vista de corte
do aqueduto

  • arcos do nível inferior
  • arcos do nível médio
  • arcos do nível superior
  • andaime
  • pilar
  • arco
  • ático
  • canal em U

Canal

Estrada
romana

Vista de corte da
estrada romana

  • largura entre 4 e 6 metros
  • base em pedra (statumen) 30 centímetros
  • pedras menores (ruderato) 25 centímetros
  • camada de calhau (nucleus) 25 centímetros
  • pedra 20 centímetros
  • lancis
  • marcos milenários

Narração

A grandiosidade da arquitetura da Roma Antiga não se manifestava apenas nos edifícios espetaculares das cidades, mas também nas redes de estradas e aquedutos presentes em todo o império.

As duas mil localidades do Império Romano estavam ligadas por uma excelente rede viária de 85.000 quilómetros de extensão. As diferentes partes chamavam-se vias. Ao longo das estradas, que facilitavam consideravelmente tanto a circulação como o comércio, os marcos marcavam a distância da cidade mais próxima. (Uma légua romana equivale mais ou menos a um quilómetro e meio.)

As estradas foram feitas de uma maneira parecida ao método atual. Depois de uma preparação meticulosa por parte dos engenheiros (plano arquitetónico e preparação do terreno), era escavada a fossa para a estrada, depois eram colocados os lancis, em seguida a fossa era enchida com areia e brita, e depois com pedras cada vez menores e calhaus. Na fase final, a superfície era revestida com blocos de pedra. Nessas estradas de uma largura entre 1 e 7 metros, andava-se a pé, de cavalo ou de carroça. A prova da qualidade excecional das estradas é que algumas delas ainda hoje são usadas.

Tal como a primeira estrada de Roma, a Via Ápia que unia Roma e a cidade de Cápua, o primeiro aqueduto também foi construído por Ápio Cláudio em 312 a.C.. Mais tarde, tal como as estradas, também os aquedutos formaram redes, assegurando o abastecimento de água para os habitantes das localidades das diferentes províncias. Entre os aquedutos, os mais grandiosos eram os que assentavam em pilares e os que tinham vários níveis e arcos.

A água era recolhida das fontes circunjacentes e conduzida até aos tanques de distribuição das localidades, através do canal (em geral coberto) em cima das arcadas, ou por tubos de chumbo ou de cerâmica. Com a estrutura de vários níveis e com os arcos, era possível garantir que a água potável chegasse, apesar das difíceis condições do terreno. Para isso, era necessários planos arquitetónicos sofisticados e uma concretização rigorosa. Os níveis inferiores dos aquedutos ajudavam também à circulação.
Entre os vestígios de aquedutos mais importantes, contam-se a Pont du Gard, perto de Nîmes, na França, e o aqueduto arqueado de Segóvia, em Espanha.

Extras relacionados

Termas de Caracala (Roma, século III)

O magnífico complexo das termas do imperador romano foi construído no século III A. D.

Acampamento militar da Roma Antiga

Com a expansão do Império Romano, acampamentos militares foram estabelecidos nos territórios recém-conquistados.

Arco de Tito (Roma, século I)

Este Arco do Triunfo foi erigido à entrada do Fórum Romano, para comemorar a vitória do Imperador Tito no Cerco de Jerusalém.

Arena de Pula (Pula, século I)

Localizada na atual Croácia, a Arena de Pula foi um dos maiores anfiteatros romanos na Antiguidade.

Armas de cerco da Roma Antiga

Os antigos conquistadores romanos tinham eficientes armas de cerco, usadas no ataque a fortificações.

Casa da Grécia Antiga

As casas da Grécia Antiga costumavam ter um rés do chão retangular e dois andares.

Casa romana (domus)

Na Roma Antiga, a residência urbana das famílias abastadas era a domus, uma casa espaçosa, com várias divisões e plantas variadas.

Cerâmica da Grécia Antiga

As obras de arte de cerâmica da Grécia Antiga são importantes artefactos arqueológicos.

Circo Máximo (Roma)

A enorme arena da Roma Antiga tornou-se famosa pelas suas corridas de bigas.

Coliseu (Roma, século I)

O mais famoso e esplendoroso anfiteatro de Roma foi construído no século I d.C.

Gladiadores romanos (século II)

Os gladiadores eram combatentes que entretinham o público, em lutas entre eles ou com animais selvagens, nas arenas da Roma Antiga.

O Palácio de Diocleciano (Split, Croácia)

O palácio semelhante a uma fortaleza foi construído por ordem do Imperador Romano Diocleciano na costa, perto da sua cidade natal.

Panteão (Roma, século II)

O "Templo de todos os deuses" foi construído durante o reinado do imperador romano Adriano.

Soldado de Constantino (século IV)

A prosperidade da parte oriental do império romano teve início no século IV, durante o reinado do imperador Constantino.

Soldado romano (século I a. C.)

Os mercenários do Império Romano eram muito bem treinados e equipados.

Táticas da infantaria romana antiga

As antigas Legiões Romanas eram mestres em táticas militares.

Teatro de Pompeia (Roma, século I a. C.)

Cneu Pompeu Magno foi responsável por um dos primeiros teatros permanentes feitos em pedra da Roma Antiga.

Rodas de água sírias (cidade de Hama, século XIII)

As rodas de água sírias medievais eram usadas para levar água a áreas distantes.

Senador da Roma Antiga com a sua mulher

Os Senadores, como membros da mais alta classe social na Roma Antiga, usavam togas com bordas púrpuras.

Sistema de abastecimento de água

O sistema de abastecimento de água fornece aos consumidores água potável limpa e segura.

A conquista do território holandês ao mar (século XVII)

Os habitantes da região norte dos Países Baixos têm lutado com sucesso contra o mar, desde a Idade Média.

Tipos de pontes

Tipos de pontes incluem pontes de: treliça, viga, arco, suspensão e balanço.

Added to your cart.