O teu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Dessalinização da água do mar

Dessalinização da água do mar

O processo de dessalinização produz água potável a partir de água do mar.

Tecnologia

Palavras-chave

água do mar, dessalinização, unidade de dessalinização, água, osmose inversa, destilador, aparelho de destilação, destilação, intercâmbio de iões, eletrodiálise, membrana semipermeável, escassez de água potável, sal, água potável, cloreto de sódio, elétrodo, dano ambiental, litoral, técnica, geografia

Extras relacionados

Cenas

Unidade de dessalinização

  • água do mar
  • destiladores
  • água dessalinizada
  • solução fisiológica concentrada

Destilarias

  • aparelho de destilação - Durante a dessalinização, a água do mar é evaporada em destiladores, separando o sal da água. Em seguida, o vapor condensa e o resultado é água potável limpa.

Aparelho de destilação

Destilação

  • termocompressor - O vapor drenado é comprimido e deste modo aquecido.
  • vapor quente - O calor do tubo provoca a evaporação da água do mar, fazendo precipitar o sal, após o que o vapor é direcionado até ao tanque seguinte.
  • água do mar
  • solução salina concentrada
  • água dessalinizada - Durante a dessalinização, a água do mar é evaporada em destiladores, separando o sal da água. Em seguida, o vapor condensa e o resultado é água potável limpa.

Intercâmbio de iões

  • pérolas de resina com carga elétrica - Os iões H⁺ ligam-se à superfície das pérolas carregadas negativamente e os iões OH⁻ ligam-se às carregadas positivamente. Os iões na água do mar (incluindo Na⁺ e Cl⁻) também se ligam à superfície das pérolas, forçando a libertação de iões OH⁻ e H⁺, que se combinam e formam moléculas de água.
  • água do mar
  • água dessalinizada

Eletrodiálise

  • água do mar
  • água dessalinizada
  • tanque

Osmose inversa

  • água do mar
  • água dessalinizada
  • solução salina concentrada
  • membrana semipermeável - Uma membrana enrolada, que deixa passar as moléculas de água, mas bloqueia o caminho aos iões dissolvidos na água. Normalmente, a água dessalinizada fluiria para trás na membrana e misturar-se-ia com a água salgada, mas sob pressão este processo é revertido: a água dessalinizada passa através da membrana, criando uma solução salina concentrada.

Animação

  • termocompressor - O vapor drenado é comprimido e deste modo aquecido.
  • vapor quente - O calor do tubo provoca a evaporação da água do mar, fazendo precipitar o sal, após o que o vapor é direcionado até ao tanque seguinte.
  • água do mar
  • solução salina concentrada
  • água dessalinizada - Durante a dessalinização, a água do mar é evaporada em destiladores, separando o sal da água. Em seguida, o vapor condensa e o resultado é água potável limpa.
  • pérolas de resina com carga elétrica - Os iões H⁺ ligam-se à superfície das pérolas carregadas negativamente e os iões OH⁻ ligam-se às carregadas positivamente. Os iões na água do mar (incluindo Na⁺ e Cl⁻) também se ligam à superfície das pérolas, forçando a libertação de iões OH⁻ e H⁺, que se combinam e formam moléculas de água.
  • água do mar
  • água dessalinizada
  • pérolas de resina com carga elétrica - Os iões H⁺ ligam-se à superfície das pérolas carregadas negativamente e os iões OH⁻ ligam-se às carregadas positivamente. Os iões na água do mar (incluindo Na⁺ e Cl⁻) também se ligam à superfície das pérolas, forçando a libertação de iões OH⁻ e H⁺, que se combinam e formam moléculas de água.
  • contraiões
  • elétrodo - Atraem iões com a carga elétrica oposta, pelo que estes iões são removidos da água. Quando a polaridade dos elétrodos é revertida, os iões são libertados pelos elétrodos, podendo assim ser removidos do aparelho. A polaridade é depois novamente revertida e o processo de dessalinização pode continuar.
  • elétrodo
  • libertação de iões - Quando a polaridade dos elétrodos é revertida, os iões são libertados pelos elétrodos, podendo assim ser removidos do aparelho. A polaridade é depois novamente revertida e o processo de dessalinização pode continuar.
  • dessalinização
  • água do mar
  • água dessalinizada
  • solução salina concentrada
  • membrana semipermeável - Uma membrana enrolada, que deixa passar as moléculas de água, mas bloqueia o caminho aos iões dissolvidos na água. Normalmente, a água dessalinizada fluiria para trás na membrana e misturar-se-ia com a água salgada, mas sob pressão este processo é revertido: a água dessalinizada passa através da membrana, criando uma solução salina concentrada.
  • membrana semipermeável - Uma membrana enrolada, que deixa passar as moléculas de água, mas bloqueia o caminho aos iões dissolvidos na água. Normalmente, a água dessalinizada fluiria para trás na membrana e misturar-se-ia com a água salgada, mas sob pressão este processo é revertido: a água dessalinizada passa através da membrana, criando uma solução salina concentrada.
  • poro

Narração

Enquanto é possível sobreviver sem comida até 30-40 dias, nós só conseguimos viver sem água durante 3-4 dias. Existem muitos sítios no mundo onde a água doce é escassa, pelo que as pessoas fazem de tudo para arranjar água potável.

Há uma grande abundância de água salgada no mundo, mas é perigoso bebê-la em grandes quantidades, pois o seu elevado conteúdo de sal pode provocar desidratação. Uma pequena unidade doméstica é suficiente para dessalinizar uma pequena quantidade de água, mas para necessidades mais elevadas é necessária tecnologia em grande escala.

As unidades de dessalinização são normalmente construídas junto à costa. Primeiro, a água é purificada mecanicamente. Em seguida, podem ser usados vários métodos para a dessalinização. O mais simples é a destilação, que é também utilizado na unidade apresentada nesta animação. O seu propósito é remover o sal da água através da sua ebulição.

A unidade de dessalinização é constituída por vários blocos, todos contendo vários tubos de calor. O vapor quente é bombeado para estes tubos, enquanto a água salgada não aquecida é aspergida, a partir do topo, para a superfície dos tubos quentes. A água do mar arrefece o fluxo de vapor quente, que condensa sob a forma de água doce no interior do tubo e flui para o exterior pelo fundo. Ao mesmo tempo, o vapor da água do mar aquecida é direcionado para o tubo de calor existente no bloco seguinte.

A água dessalinizada é recolhida do tubo de calor no bloco de destilação, enquanto a água concentrada em sal sai pelo fundo do destilador. O vapor vindo do último bloco é reintroduzido no primeiro bloco através de um termocompressor, que aumenta a pressão e a temperatura do vapor.

O permutador de iões dessaliniza a água do mar através de pérolas de resina eletricamente carregadas. Estas são colocadas num tanque, ao qual é ligado um tubo de saída. A água do mar é adicionada ao tanque pelo topo. Depois, flui até ao fundo através dos poros entre as partículas. Enquanto flui, as pérolas de resina absorvem o sal da água do mar e a água acumulada flui através de um filtro na abertura de saída. Finalmente, a água dessalinizada sai do tanque pelo tubo de saída.

Inicialmente, na superfície da resina carregada eletricamente, existem contraiões carregados positivamente e negativamente. Estes são os iões de hidrogénio e de hidróxido da água.

A força iónica dos iões de sódio, carregados positivamente, e dos iões de cloro, carregados negativamente, presentes na água do mar que flui pelos poros, é maior do que a dos contraiões, repelindo-os da superfície das pérolas de resina. Em resultado, os iões de sódio e de cloro ligam-se à superfície das pérolas, e os contraiões repelidos formam novamente moléculas de água. Ao fim de algum tempo, estas pérolas não conseguem ligar mais sal sendo necessário proceder à sua regeneração. A desvantagem do método de resina de permuta iónica é que são necessários ácidos e bases muito fortes para limpar os iões de sódio e de cloro da superfície das pérolas, o que por sua vez pode provocar danos graves no meio ambiente.

Durante a eletrodiálise, a água do mar é bombeada a alta pressão através de membranas às quais é aplicada corrente elétrica.

Os iões na água do mar ligam-se às membranas com a carga correta. Os iões de cloreto, carregados negativamente, ligam-se à membrana carregada positivamente, isto é, o ânodo, enquanto os iões de sódio, carregados positivamente, ligam-se ao cátodo carregado negativamente. Após algum tempo, as superfícies do ânodo e do cátodo não podem ligar mais sal e têm de ser limpas.

Para a limpeza das superfícies das células de eletrodiálise é também necessário fazer passar uma corrente elétrica. Normalmente, os iões de sal ligam-se eletricamente às superfícies carregadas; por conseguinte, durante o processo de limpeza, o fluxo da corrente elétrica é invertido, de forma a separar os iões das superfícies do ânodo e do cátodo. Os iões de sal removidos são retirados do compartimento da célula em conjunto com a água.

A dessalinização da água por osmose inversa baseia-se na diferença de tamanho entre as partículas de sal e de água, em vez de depender das suas forças iónicas. Durante o processo, a água é bombeada sob alta pressão para o reator de pressão, no qual uma membrana semipermeável em multicamadas feita de um plástico especial é colocada à volta do tubo. A elevada pressão força a água do mar através das diferentes camadas.

Quando a água do mar atravessa todas as camadas, já todo o sal foi filtrado pelas diferentes membranas e a água dessalinizada flui pelo tubo de saída. O sal é mantido no interior do tubo pela membrana, acumulando-se num outro tubo de saída e saindo do recipiente de pressão sob a forma de solução concentrada de sal. A osmose inversa é um dos métodos de dessalinização mais usados. Além disso, é também um dos mais amigos do ambiente, pois não requer a utilização de quaisquer reagentes químicos perigosos.

Extras relacionados

Águas subterrâneas

As águas pluviais, os aquíferos e as águas artesianas são diferentes tipos de massas de água que se encontram abaixo da superfície.

Camadas oceânicas

As características físicas do oceano, bem como a sua fauna e flora, variam consoante a profundidade.

Cloreto de sódio (NaCl)

O sal comum ou sal de cozinha é um dos compostos sódicos mais importantes. É fundamental para o organismo vivo.

Dissolução do NaCl

O sal comum dissolve-se em água: as moléculas de água polar formam uma camada em volta dos iões.

Formação de nuvens, tipos de nuvens

A evaporação da água à superfície forma nuvens de várias formas, das quais volta a cair água para a superfície sob a forma de precipitação.

O ciclo hidrológico

A água no planeta Terra está em permanente estado de mudança. O ciclo hidrológico inclui processos como a evaporação, a precipitação, o derretimento e a...

Poluição da água

As principais fontes de poluição da água são a indústria, a agricultura e as zonas urbanas.

Redes públicas

Sistemas que satisfazem a necessidade dos consumidores ao nível do abastecimento de água, tratamento de águas residuais, eletricidade, aquecimento,...

Relevo cárstico (básico)

As formações cársticas incluem dolinas e grutas calcárias.

Sistema de abastecimento de água

O sistema de abastecimento de água fornece aos consumidores água potável limpa e segura.

Sistema de defesa contra cheias

O aterro de protecção ou, em caso de enchentes menores, o dique de verão, assegura a protecção contra os danos causados por cheias.

Como funciona? - Ar condicionado

O ar condicionado arrefece o ar interior, extraindo calor e libertando-o para o exterior.

Como funciona - Frigorífico

Esta animação mostra o funcionamento de um frigorífico.

Como funciona a torre de água?

Esta animação mostra a estrutura das torres de água.

Correntes marítimas

A correia transportadora oceânica é um sistema de correntes marítimas a uma escala planetária, com uma grande influência no clima da Terra.

Added to your cart.