O teu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Deriva continental na escala de tempo geológica

Deriva continental na escala de tempo geológica

Ao longo da história da Terra, os continentes estão em constante movimento.

Geografia

Palavras-chave

história da Terra, posições dos continentes, deriva continental, Pantalassa, Pangeia, Laurásia, Gondwana, época geológica, Kambrium, Siluriano, Devónico, Carbonífero, Perm, atividade vulcânica, evolução, continente, Terra, litosfera, magma, geografia física, geografia

Extras relacionados

Cenas

História da Terra

  • N
  • S
  • Círculo Polar Árctico
  • Trópico de Câncer
  • Equador
  • Trópico de Capricórnio
  • Círculo Polar Antárctico
  • Panthalassa
  • Gondwana
  • Laurentia
  • Sibéria
  • Báltica
  • China
  • Tetis
  • Panthalassa
  • Cazaquistão
  • Sibéria
  • China do Norte
  • China do Sul
  • Pangeia
  • Tetis
  • Panthalassa
  • Cazaquistão
  • Sibéria
  • Laurasia
  • Gondwana
  • Arábia
  • Índia
  • Tetis
  • Oceano Pacífico
  • América do Norte
  • América do Sul
  • África
  • Índia
  • Eurásia
  • Austrália
  • Antárctica
  • Oceano Índico
  • Oceano Atlântico
  • Oceano Atlântico
  • Oceano Índico
  • Oceano Pacífico
  • América do Norte
  • América do Sul
  • África
  • Austrália
  • Antárctida
  • Eurásia
  • Índia
  • Oceano Indo-Atlântico
  • Oceano Pacífico
  • América do Norte
  • América do Sul
  • África
  • Eurásia
  • Antártida
  • Oceano Índico
  • Austrália

Há 4.600 milhões de anos
A crosta terrestre consolidada mediante o arrefecimento da Terra cobria toda a superfície do planeta. A partir dos gases que escapavam através da crosta sólida (hidrogénio e gases nobres) formou-se a atmosfera primária.
Mais tarde, estes gases leves evaporaram-se para o espaço interplanetário e o planeta ficou temporariamente sem atmosfera. A superfície terrestre foi atingida por uma multitude de meteoritos que formaram crateras de impacto. Em redor dos lugares de impacto, a crosta fundiu-se em magma, o que iniciou a actividade vulcânica na Terra.

Há 3.600 milhões de anos
Mediante a libertação de gases procedentes da actividade vulcânica, formou-se a atmosfera secundária da Terra (vapor de água, dióxido de carbono, dióxido de enxofre, azoto, cloro, amoníaco, metano). Começou a acção das forças internas. A temperatura da atmosfera diminuiu por causa disto, o vapor de água condensou-se, criando assim os primeiros oceanos. Os fluxos ascendentes de magma separaram a crosta terrestre em várias peças iniciando os processos tectónicos.

Há 3000 milhões de anos
A primeira orogénese.

Há 2.300 milhões de anos
A segunda orogénese, formação das cordilheiras.

Período Câmbrico
O supercontinente Gondwana situava-se no hemisfério Sul; o continente do Norte dividia-se em três partes (Báltica, Laurentia e Sibéria).

Silúrico
O período principal da orogenia Caledónica; Báltica e Laurentia formaram um continente único.

Devónico
Formação da pedosfera.

Carbonífero-Pérmico
A orogenia varisca aconteceu em duas fases: Báltica e Laurentia uniram-se com a Sibéria, surgindo a Laurásia. Ao mesmo tempo, devido à colisão entre a Laurásia e Gondwana, formou-se o supercontinente Pangeia, rodeado pelo enorme oceano global Panthalassa.

Jurássico
Fragmentação da Pangeia; o Oceano Atlântico abriu-se e começou a formação do cinturão alpino e circumpacífico.

Período paleogeno
O período principal da orogenia alpina e pacífica.

Período neógeno
O pleistoceno é o período principal da glaciação. As forças formadoras de relevo mais importantes eram a actividade destructiva e construtiva da capa de gelo e dos glaciares.

Holoceno
A força formadora de relevo mais importante é a humana.

Definição de termos:

Atmosfera primária: É a primeira camada gasosa em redor da Terra; foi criada a partir de gases que escaparam (hidrogénio e hélio) durante a solidificação da crosta.

Oceano primário: A formação de uma grande massa de água contínua no Éon Pré-Câmbrico, mediante o arrefecimento da atmosfera primária. A grande quantidade de humidade da atmosfera condensou-se e causou chuvas intensas.

Continente primário: Um supercontinente contínuo (Pangeia) formado no período pérmico pela orogenia varisca e rodeado pelo oceano global único (Panthalassa).

Continente: Uma grande extensão de terra firme contínua que está separada por mares e oceanos e que possui um núcleo antigo.

Bacia oceânica: Parte da crosta oceânica; é um fenómeno geomorfológico submarino, uma enorme bacia sedimentária. Durante os movimentos tectónicos, a bacia afunda-se mediante a expansão do fundo oceânico. O seu material basáltico é mais jovem quanto mais perto das cristas oceânicas se encontrar.

Animação

  • N
  • S
  • Círculo Polar Árctico
  • Trópico de Câncer
  • Equador
  • Trópico de Capricórnio
  • Círculo Polar Antárctico
  • Éon Pré-Câmbrico
  • Proterozoico
  • Era paleozoica, período câmbrico
  • Era paleozoica, período ordovícico
  • Era paleozoica, período carbonífero
  • Era paleozoica, período pérmico
  • Era mesozoica, período jurássico
  • Era mesozoica, período entre o Jurássico e o Cretácico
  • Era mesozoica, período cretácico
  • Era cenozoica, período paleogeno
  • Era cenozoica, período neogeno
  • Holoceno (actualidade)

Projecção cilíndrica

  • Círculo Polar Árctico
  • Trópico de Câncer
  • Equador
  • Trópico de Capricórnio
  • Círculo Polar Antárctico

Narração

A idade estimada da Terra é de 4.600 milhões de anos, quando se formou a sua crosta sólida. Os fluxos de magma romperam a crosta da Terra em pedaços, o que provocou a migração das placas tectónicas. Ao longo da história da Terra, os contornos e a posição dos continentes mudaram segundo a migração das placas tectónicas.

As etapas da história da Terra distinguem-se por nomes, de maneira semelhante à história da humanidade. Para poder diferenciar os períodos da Terra dos da humanidade, criaram-se as eras Precâmbrico, Paleozoico, Mesozoico e Cenozoico. As eras dividem-se em períodos, os períodos em épocas e as épocas em idades.

Os limites de cada etapa indicam os principais acontecimentos geológicos ou paleontológicos; por exemplo, o final do Paleozoico está ligado à fragmentação da Pangeia e à extinção em massa do Pérmico-Triássico, também conhecida por grande agonia.

No final do Mesozoico, 75% de todas as espécies extinguiram-se, incluindo os dinossauros.

Cada era caracteriza-se pela aparição massiva de novas espécies e por importantes orogéneses. Os cinturões caledoniano e varisco formaram-se no Paleozoico e estavam dominados pelos animais calcários e artrópodes.

O Mesozoico foi a época dos dinossauros e da formação dos cinturões montanhosos alpino e pacífico, que alcançaram o seu auge no paleogeno do Cenozoico. Os mamíferos espalharam-se pela Terra no período do Paleogeno. O período neogeno do Cenozoico é caracterizado por períodos glaciares. A flora e fauna que hoje conhecemos, formou-se no final do último período glacial.

Extras relacionados

Formação da Terra e da Lua

Esta animação demonstra como a Terra e a Lua foram formadas.

O ciclo de vida do Sistema Solar

O Sol e os planetas formaram-se há 4.500 milhões de anos, após o colapso gravitacional de uma nuvem de poeira.

Placas tectónicas

As placas tectónicas podem mover-se umas em relação às outras.

Continentes e oceanos

A terra firme na superfície do nosso planeta está dividida em continentes, por sua vez separados por oceanos.

Glaciação

A última Idade do Gelo terminou há cerca de 13 mil anos.

Globo

O globo em diversas vistas tridimensionais.

Mapa do fundo marinho

No fundo marinho podem ser vistos os limites das placas tectónicas.

Mares e golfos

Esta animação mostra os principais mares e golfos.

Atividade vulcânica

A animação mostra os diferentes tipos de erupções vulcânicas.

Estrutura da Terra (nível intermédio)

A Terra é composta por várias camadas esféricas.

Factos geográficos interessantes - Geografia física

Esta animação apresenta vários factos geográficos interessantes dentro do tema da geografia física.

Fiorde

Um fiorde é um golfo longo e estreito, com faces escarpadas, criado num vale escavado pela atividade glacial.

Fontes hidrotermais do mar profundo

Uma fonte hidrotermal é uma fissura na superfície terrestre, a partir da qual erupciona água aquecida.

Glaciar (intermédio)

O glaciar é uma grande massa de gelo que se forma a partir de neve e se desloca lenta e permanentemente.

Terra

A Terra é um planeta rochoso com uma crosta sólida e oxigénio na sua atmosfera.

Terramoto

O terramoto é um dos fenómenos naturais mais devastadores.

Topografia da Terra

Esta animação apresenta as montanhas, as planícies, os rios, os lagos e os desertos de maior tamanho da Terra.

Apatossauro

Dinossauro herbívoro de pescoço comprido e corpo robusto.

Arqueopterix

O Arqueopterix tinha características tanto de aves quanto de répteis. Foi provavelmente o ancestral dos pássaros.

Deinonico

O Deinonico, cujo nome significa 'garra terrível', era um dos dinossauros carnívoros dromeossaurídeos.

Dobras (elementar)

As forças laterais de compressão das rochas formam dobras. É assim que se formam as montanhas.

Dobras (intermédio)

As forças laterais de compressão das rochas formam dobras. É assim que se formam as montanhas.

Estegossauro

Tipo de réptil pré-histórico, com placas ósseas nas costas que ajudavam a regulação térmica.

Falha (básico)

Devido aos esforços verticais, as camadas de rocha quebram-se e deslocam-se verticalmente.

Fauna e Flora carbonífera

Esta animação apresenta animais e plantas, muitos dos quais viviam no período entre o Devoniano e o Permiano (há 358-299 milhões de anos).

Glaciar (elementar)

O glaciar é uma grande massa de gelo que se forma a partir de neve e se desloca lenta e permanentemente.

Ichthyostega

Anfíbio pré-histórico, representante dos tetrápodes que se extinguiram há 360 milhões de anos.

Ictiossauro

Dinossauros marinhos semelhantes aos golfinhos; um bom exemplo de evolução convergente.

Monstros do Paleozoico: Euriptéridos, escorpiões marinhos

Hoje extintos, estes animais da era paleozoica eram artrópodes aquáticos predadores.

Pteranodon longiceps

Réptil voador pré-histórico, muito semelhante às aves, embora não haja uma ligação direta entre as duas espécies.

Quetzalcoatlus, o gigante pterossauro

O Quetzalcoatlus foi um dos maiores animais voadores conhecidos de todos os tempos.

Tiktaalik

Forma de transição entre os peixes e os tetrápodes (vertebrados de quatro patas).

Tyrannosaurus rex (‘lagarto tirano’)

Carnívoros de grandes dimensões, talvez os mais conhecidos de todos os dinossauros.

Tricerátopo

Tipo de dinossauro herbívoro, que habitou durante o Período Cretáceo, facilmente identificável pelo grande folho ósseo e pelos seus três chifres.

Trilobites

Estes antepassados dos aracnídeos e dos crustáceos pertenciam à classe dos trilobites.

Vida no período Pérmico

Esta cena 3D apresenta a flora e fauna do último período da Era Paleozóica.

Amonites

Grupo extinto de cefalópodes, com sólidos esqueletos externos, constituindo excelentes fósseis-índices.

Added to your cart.