O teu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

Batalha de Varna (1444)

Batalha de Varna (1444)

O rei húngaro Vladislau I faleceu na batalha, perdida, contra os Otomanos.

História

Palavras-chave

Batalha de Varna, Varna, Vladislau I, batalha, João Corvino, janízaro, força militar otomana, húngaro, turco, exército, expansão otomana, campo, mar Negro

Extras relacionados

Cenas

Varna

  • O Mar Negro
  • Varna
  • O lago Varna
  • Acampamento otomano
  • Murad II
  • tropas da Anatólia
  • tropas da Rumélia
  • flanco esquerdo
  • tropas centrais
  • flanco direito
  • infantaria Azap Akinci
  • forte de carros
  • cavalaria da Valáquia
  • Vladislau I
  • Hunyadi
  • muralha de estacas
  • N

Exército húngaro

  • O Mar Negro
  • Varna
  • O lago Varna
  • Acampamento otomano
  • Murad II
  • tropas da Anatólia
  • tropas da Rumélia
  • flanco esquerdo
  • tropas centrais
  • flanco direito
  • infantaria Azap Akinci
  • forte de carros
  • cavalaria da Valáquia
  • Vladislau I
  • Hunyadi
  • muralha de estacas
  • N

Exército otomano

  • O Mar Negro
  • Varna
  • O lago Varna
  • Acampamento otomano
  • Murad II
  • tropas da Anatólia
  • tropas da Rumélia
  • flanco esquerdo
  • tropas centrais
  • flanco direito
  • infantaria Azap Akinci
  • forte de carros
  • cavalaria da Valáquia
  • Vladislau I
  • Hunyadi
  • muralha de estacas
  • N

Eventos da batalha

  • O Mar Negro
  • Varna
  • O lago Varna
  • Acampamento otomano
  • Murad II
  • tropas da Anatólia
  • tropas da Rumélia
  • flanco esquerdo
  • tropas centrais
  • flanco direito
  • infantaria Azap Akinci
  • forte de carros
  • cavalaria da Valáquia
  • Vladislau I
  • Hunyadi
  • muralha de estacas
  • N

Narração

Fase 1 (10 de novembro, 1444)

Na manhã de 10 de novembro de 1444, tirando vantagem do tempo tempestuoso, um corpo irregular de otomanos, constituído por arqueiros, cavalaria e infantaria ligeira, lançou um ataque no flanco direito do exército cristão. Este repeliu o ataque e empurrou para trás os Otomanos. No entanto, estando desorganizados, o flanco direito teve de fugir do ataque da cavalaria sipahi, das tropas da Anatólia, que estavam a chegar à batalha. Os sipahis, em conjunto com soldados do exército irregular, começaram a atacar o resto do flanco direito e do forte de carros.

Fase 2 (10 de novembro de 1444)

A cavalaria da Valáquia, assim como as tropas de Hunyadi, acorreram para a defesa do forte de carros. Depois do ataque dos sipahis, a cavalaria da Valáquia perseguiu as tropas em fuga até ao acampamento otomano e, após o saquearem, deixaram a batalha. Entretanto, as tropas da Rumélia, constituídas por cavalaria sipahi, atacaram o flanco esquerdo do exército cristão.

Fase 3 (10 de november de 1444)

No seu retorno, Hunyadi apressou-se na ajuda ao flanco esquerdo. Em conjunto com corpo principal do exército, conseguiram derrotar os sipahis da Rumélia. No processo, eles imobilizaram ambos os flancos do exército otomano. Apesar dos avisos de Hunyadi, o rei Vladislau I, em conjunto com algumas tropas de cavalaria polaco-húngaras, irrompeu pela muralha de estacas e atacou a linha de janízaros em frente do sultão. Este ataque imprudente resultou na morte do rei.

Fase 4 (10 de novembro de 1444)

A morte do rei húngaro imobilizou os cristãos e deixou os Otomanos em fogo. No entanto, Hunyadi conseguiu evacuar os seus soldados restantes do local da batalha. Os otomanos, que ao princípio estavam com medo de cair numa armadilha, destruíram o forte de carros, mas estavam demasiado exaustos para perseguir os soldados em fuga. O exército cristão perdeu a batalha devido à atitude irresponsável do rei, mas conseguiu escapar da derrota total.

Extras relacionados

Arquitetura otomana na Hungria (século XVII)

Os vestígios de arquitetura otomana na Hungria incluem a Mesquita de Gazi Kasim Paxá em Pécs e o Minarete de Eger.

Batalha de Mohács (29 de Agosto, 1526)

A devastadora derrota nesta batalha contra os Otomanos marcou o fim de uma era na história da Hungria.

Cavaleiro medieval

Os cavaleiros medievais eram vassalos de senhores feudais e lutavam a cavalo nas batalhas.

Soldados otomanos (século XVI)

O exército otomano incluia janízaros (soldados pagos) e sipahis (cavaleiros vassalos).

Sultão otomano (século XVI)

O Sultão era o líder do Império Otomano, o senhor da vida e da morte.

Topografia histórica (batalhas, história húngara)

Assinale num mapa vazio os locais de batalhas importantes da história húngara.

Batalha de Hastings (1606)

Esta batalha terminou com a vitória do exército normando de Guilherme, o Conquistador, sobre os anglo-saxões.

Batalha de Lepanto (1571)

A frota otomana sofreu uma pesada derrota frente à frota da Liga Santa.

Batalha de Muhi (11 e 12 de Abril, 1241)

A derrota devastadora dos Húngaros nesta batalha contra os Mongóis foi o resultado de uma série de más decisões.

Cerco de Belgrado (4 a 22 julho de 1456)

Esta foi a maior batalha na história das guerras entre Húngaros e Otomanos, no século XV. A sua memória foi preservada no toque diário dos sinos, ao...

Táticas de ataque húngaro (século IX e X)

Uma das táticas da cavalaria ligeira húngara consistia em fingir a retirada, levando os adversários a desmobilizar as suas fileiras, momento após o qual os...

Added to your cart.