O teu carrinho de compras está vazio

Loja

Quantidade: 0

Total: 0,00

0

A lendária viagem de Darwin

A lendária viagem de Darwin

A lendária viagem de Darwin a bordo do HMS Beagle desempenhava um papel crucial no desenvolvimento da teoria da evolução.

História

Palavras-chave

Darwin, Ilhas Galépagos, HMS Beagle, Charles Darwin, evolução, teoria da evolução, tentilhões de Darwin, naturalista, biologia, seleção natural, pesquisador, explorador, descoberta, circum-navegação da Terra, observação, pesquisa, coleção de dados, Oceano Pacífico, barco, Idade Moderna, veleiro, história da ciência, história, _javasolt

Extras relacionados

Perguntas

  • Qual foi a reação da Igreja ao livro de Charles Darwin?
  • Que idade tinha Charles Darwin quando faleceu?
  • Qual o título do livro de Charles Darwin no qual ele estabelece os fundamentos da evolução?
  • Quando é que "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foi publicado?
  • Que idade tinha Charles Darwin no início da sua expedição?
  • Qual o comprimento do navio?
  • Quem era o capitão do HMS Beagle?
  • Qual fenómeno geológico que Charles Darwin teve oportunidade de observar no Chile?
  • Quando é que a expedição começou?
  • Em que área é que Charles Darwin recebeu um diploma universitário em Cambridge?
  • Qual era o nome do navio em que Darwin viajou na sua expedição?
  • Quantos anos é que a expedição de Darwin durou?
  • Onde é que Charles Darwin nasceu?
  • O que é que Charles Darwin estudou na universidade?

Cenas

Charles Darwin

Charles Darwin nasceu em 1809 em Shrewsbury, na Inglaterra. Foi o quinto filho da família Darwin. O seu pai foi um médico respeitado.

Frequentou a escola local desde os 8 anos de idade. O seu interesse em observar a natureza e a sua paixão por coletar vários objetos já se formou naquela altura. Ele foi um admirador da História Natural. Aos 16 anos, foi mandado por seu pai para Edinburgo para estudar Medicina. No entanto, perdeu o interesse naquela disciplina rapidamente e começou a estudar História Natural. As aulas do anatomista britânico e experto da Biologia Marinha, Robert Grant inspiravam-lhe muito e Darwin, primeiro, aprendeu sobre a evolução nas aulas de Grant. Também frequentou aulas de Geologia mas não obteve diploma.

Logo, o pai dele mandou-lhe para Cambridge para estudar Teologia. No entanto, aqui também entrou em contato com a História Natural. O professor de Botânica, John Stevens Henslow tinha uma grande influência em Darwin; foi envolvido cada vez mais à Botânica e Zoologia.

Finalmente, em 1831, obteve o título de Bacharel em Teologia mas ficou na universidade para estudar Geologia. No mesmo ano, George Peacock, um professor da Universidade de Cambridge ofereceu a Darwin a possibilidade de participar numa expedição científica ao redor do mundo.

Animação

  • Largura: 7,5m
  • Comprimento: 27,5 m
  • Tripulação: 120
  • Armamento: 10 canhões
  • Profundidade: 3,8 m
  • Peso: 234 t

HMS Beagle

O HMS Beagle é um dos navios mais famosos da hsitória. O brigue de classe Cherokee, construído para a Marinha Real Britânica, foi lançado em 1820.

O HMS Beagle tomou parte nas cerimónias de coroação do rei Jorge IV, após das quais foi retirado de serviço. Logo, as suas funções foram alteradas e o navio foi modificado para um navio de reconhecimento para poder participar em expedições.

Teve três expedições longas, entre as quais a segunda viagem (entre 1831 e 1836), com o jovem Charles Darwin a bordo, foi a mais famosa. O navio foi desmantelado em 1845 e transformado num navio de patrulha da guarda costeira, nomeado Watch Vessel 7 (W.V. 7), no rio Roach para controlar o tráfico ao longo da costa do Essex. O navio foi retirado em 1851 por causa das queixas de produtores de ostra locais. Foi vendido em 1870 para ser desfeito.

A viagem de Darwin

  • Plymouth
  • Cabo Verde - Darwin descobriu uma banda horizontal de mexilhões nos penhascos da costa a 45 metros acima do nível do mar. Ao vê-la, ele chegou à conclusão que os continentes levantaram-se enquanto o leito do mar fundiu durante a história da Terra.
  • Bahia
  • Rio de Janeiro
  • Montevideu - No território continental, ele recolheu fósseis anteriormente desconhecidos pela ciência.
  • Ilhas Malvinas - Aqui, Darwin encontrou fósseis diferentes dos colectados no continente. Após estudar os fósseis, plantas e animais colectados, ele ficou convencido que os seres vivos semelhantes podiam adaptar-se à diferentes condições.
  • Valparaíso
  • Lima
  • Ilhas Galápagos - A diversidade dos bicos dos tentilhões chamou a atenção de Darwin. Pensou que estas espécies relacionadas podiam ser originárias de uma espécie original de tentilhão do qual várias subespécies se desenvolveram.
  • Nova Zelândia
  • Sydney - Darwin ficou surpreendido pela fauna local, especialmente, pelo ornitorrinco. Pensou que na Austrália, a criação tinha ocorrido diferentemente ao resto do mundo.
  • Hobart
  • King George Sound
  • Ilha do Coco - Darwin pensou que as ilhas de coral tinham sido formadas como resultado da elevação de barreiras de coral. Os coqueiros começaram a se desenvolver na ilha porque os frutos eram trazidos aqui a partir do continente pelas correntes.
  • Cidade do Cabo
  • Açores

O HMS Beagle levantou âncora no dia 27 de dezembro de 1831 sob o comando do capitão Robert FitzRoy. A tarefa de Darwin, quem era muito animado, foi estudar a história natural da América do Sul e dos outros lugares onde o navio ancorou. Naturalmente, o jovem naturalista não ficava a bordo do navio todo o tempo durante a vigem. Fez longas expedições no território continental da América do Sul.

Escreveu o seu nome na história da ciência com a sua coleção de fósseis e exemplares de rochas. Também fez observações botânicas e zoológicas. Durante a sua viagem, Darwin chegou ao Cabo Verde, às costas orientais e ocidentais da América do Sul, às Ilhas Galápagos, à Austrália e à Nova Zelândia. No fim da viagem, o navio parou também na Ilha Maurícia e na Cidade do Cabo.

O navio regressou para Falmouth, Inglaterra no dia 2 de outubro de 1836. Darwin escreveu um diário sobre a viagem o que mais tarde foi publicado em forma de livro como o terçeiro volume do relato sobre a viagem. O livro com o título "A Viagem do Beagle" tornou-se popular e uma best-seller.

Migração dos tentilhões

  • Equador
  • São Cristóvão
  • Santa Cruz
  • Santa Fé
  • Santiago
  • Isabela
  • Floreana
  • Marchena
  • Pinta
  • Española
  • Genovesa
  • Fernandina

As Ilhas Galápagos são um arquipélago relativamente jovem de origem vulcânica. Até a ilha mais antiga tem apenas, no máximo, 10 milhões de anos de idade. Uma vez que o arquipélago nunca foi ligado à América do Sul, os animais tinham que percorrer uma grande distância para chegarem às ilhas.

Os ancestrais dos pássaros, hoje conhecidos como tentilhões de Darwin, chegaram às Ilhas Galápagos cerca de 2 ou 3 milhões de anos do continente. Os tentilhões conquistaram o inteiro arquipélago. Devido à seleção natural, os pássaros que não se podiam adaptar ao ambiente da determinada ilha morreram, enquanto aqueles indivíduos que eram capazes de se adaptar sobreviveram. Uma vez que várias espécies da família de tentilhões vivem em diversos lugares, os tentilhões de Darwin são considerados a prova da radiação adaptativa.

Tentilhões de Darwin nas Ilhas Galápagos

  • São Cristóvão
  • Santa Cruz
  • Santa Fé
  • Santiago
  • Isabela
  • Floreana
  • Española
  • Genovesa
  • Fernandina
  • tentilhão-de-solo-pequeno (Geospiza fuliginosa) - A espécie mais pequena do tentilhão-de-solo. Alimenta-se de grãos e insectos, por isso o seu bico é pequeno e afiado.
  • tentilhão-de-solo-médio (Geospiza fortis) - Alimenta-se de grãos e brotos. Uma relação interessante foi descoberta entre o tamanho do bico do pássaro e o da comida disponível. Após a seca de 1977, estes pássaros começaram a se alimentar de grãos maiores e mais duros e o tamanho do seu bico também aumentou por 10% em algumas gerações. O aumento no tamanho do bico é atribuído ao aumento dos grãos consumidos.
  • tentilhão-de-solo-grande (Geospiza magnirostris) - É capaz de partir a casca dos mexilhões com o seu bico grande e forte.
  • tentilhão-de-cacto (Geospiza scandens) - O seu alimento é estreitamente relacionado ao cacto encontrado nas ilhas. Baseado na estação dada, ao florescimento, alimenta-se de néctar e pólen e ao amadurecimento, come frutas e grãos. Durante a estação das chuvas, alimenta-se de bagas e lagartas em vez de cacto. Semelhantemente ao tentilhão-de-solo-médio, foi observado um aumento no tamanho do seu bico nas últimas décadas.
  • tentilhão-de-cacto grande (Geospiza conirostris) - Um dos maiores tentilhões de Darwin. Principalmente, alimenta-se do cacto encontrado na ilha. Na estação seca, quando a competição por alimento é grande, utiliza as suas habilidades de obter alimento. Com o seu bico forte, pode partir os grãos duros e tirar a casca do cacto para apanhar os insectos que ficam por baixo desta.
  • tentilhão-vegetariano (Platyspiza crassirostris) - Este pássaro, em grande parte, herbívoro alimenta-se de brotos, flores e frutas. Uma vez que, principalmente, come alimentos macios, o seu bico é diferente aos outros tentilhões de Darwin que se alimentam de grãos duros. É adequado para fazer movimentos delicados com a ponta do seu bico em vez de partir grãos com a base deste.
  • tentilhão-das-árvores-de-bico-pequeno (Camarhynchus parvulus) - O seu bico curto e curvo torna mais fácil diferenciá-lo de os outros tentilhões de Darwin. Este pássaro é, geralmente, encontrado na coroa das árvores; alimenta-se de grãos, frutas e insectos.
  • tentilhão-carpinteiro (Camarhynchus pallidus) - Este pássaro tornou-se conhecido por utilizar ferramentas. Segura ramos ou espinhas de cacto no seu bico para tirar as larvas que se escondem por baixo da casca de árvore.
  • tentilhão-cantor (Certhidea olivacea) - Tendo o bico mais fino entre os tentilhões de Darwin, este pode apanhar pequenos insectos.

Uma das paragens mais memoráveis durante a viagem do HMS Beagle foi as Ilhas Galápagos, um arquipélago no Oceano Pacífico, as costas do qual foram atingidas pelo navio em setembro de 1835. O arquipélago está localizado a cerca de 1000 km ao oeste do Equador ao longo do equador.

Darwin recolheu os exemplares de várias espécies de tentilhões para enriquecer a coleção da expedição. Embora Darwin não escrevesse sobre os tentilhões, nem os mencionasse na sua teoria de evolução, os pássaros receberam o seu nome dele no século XX.

Após o regresso de Darwin para a Inglaterra, o ornitólogo, John Gould descobriu que todos os tentilhões de Darwin pertenciam à mesma família e eles podem ser encontrados apenas nas Ilhas Galápagos. Os pássaros diferem entre si, principalmente, pelo tamanho e forma de bico que foi adaptado a diferentes tipos de comida. Nem todas as espécies de tentilhões podem ser encontradas em todas as ilhas. O mapa encontrado nesta animação mostra a distribuição deles nas ilhas.

Narração

O HMS Beagle era um veleiro de 10 canhões da Marinha Real Britânica. O navio foi lançado em 1820, no rio Tamisa. Nesse mesmo ano, tomou parte nas cerimónias de coroação do rei Jorge IV, durante as quais foi o primeiro navio a navegar por debaixo da nova Ponte de Londres. Mais tarde, tomou parte em três expedições navais.

A mais famosa foi a segunda viagem expedicionária. A maioria dos cientistas reclama que existiram poucas viagens na história da ciência tão importantes quanto a viagem do HMS Beagle à volta do mundo. A expedição, que começou em dezembro de 1831 e terminou em outubro de 1836, foi importante por causa de um dos passageiros e das suas realizações.

Este famoso passageiro foi Charles Darwin, um naturalista cavalheiresco. Durante a expedição, o navio parou em vários locais, incluindo nas ilhas de Cabo Verde, na costa de África, assim como na América do Sul, Austrália e sul da Ásia. Mas a paragem mais importante para Darwin foi, sem dúvida, nas Ilhas Galápagos. Após resumir as suas experiências e observações, ele publicou as suas descobertas científicas inovadoras na obra "A Origem das Espécies" em 1859.

Este lendário navio foi mais tarde usado como navio de patrulha da guarda costeira, antes de ser comprado por sucateiros de metais. O seu nome e a memória das suas viagens estão também preservados num estreito da Terra do Fogo, a ponta mais a sul da América do Sul.

Extras relacionados

Cágado de carapaça estriada

A animação mostra a anatomia dos cágados e a ligação que há entre o esqueleto e carapaça.

Catamarã polinésio

Os polinésios percorriam grandes distâncias nas suas embarcações especiais.

Celacanto

Fóssil vivo, etapa importante na evolução dos tetrápodes.

Descobrimentos (séculos XV-XVII)

Os Descobrimentos no ínicio da Idade Moderna não só redesenharam os mapas, como também tiveram diversos outros impactos.

Dodó

O dodó é uma espécie de ave extinta, originária da ilha Maurícia.

Evolução cerebral dos vertebrados

Durante a evolução dos vertebrados, ocorreram alterações no desenvolvimento relativo de algumas zonas do cérebro.

Origem do gado e dos produtos agrícolas

A criação de animais e a produção agrícola tiveram origem em diversas partes do mundo.

Veleiros

Usadas principalmente como navios mercantes, as escunas começaram a ser construídas na Holanda, nos séculos XVI-XVII.

Vestuário na Europa Ocidental (século XIX)

O vestuário reflete o estilo de vida e a cultura dos habitantes de uma determinada região e época.

Canhão naval (século XVII)

Os canhões também eram usados em batalhas navais.

Continentes e oceanos

A terra firme na superfície do nosso planeta está dividida em continentes, por sua vez separados por oceanos.

Navio de guerra inglês (século XVIII)

Nos séculos XVII, XVIII e XIX, os navios à vela ingleses estavam entre os melhores do mundo.

O ciclo de vida dos vertebrados

O ciclo de vida dos vertebrados é constituído por fases que abrangem o período desde a formação das células reprodutivas de um indivíduo até à formação das...

Oficina de Galileu Galilei

Os feitos científicos de Galileu Galilei deram um forte contributo para o avanço da física e da astronomia.

Os físicos que mudaram o mundo

Estes cientistas extraordinários tiveram um impacto enorme no desenvolvimento da física.

Added to your cart.